JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de setembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

O melhor problema do mundo

Que todos possuem dificuldades e que elas são desagradáveis já é consenso entre nós, mas será que existem obstáculos bons? Nem precisa pensar muito para responder que sim

- Por Marcos Vinícius Zani Última atualização: 15/11/2009 - 16:00:35.

Que todos possuem dificuldades e que elas são desagradáveis já é consenso entre nós, mas será que existem obstáculos bons? Nem precisa pensar muito para responder que sim. Obviamente, existem problemas que nos fazem crescer. Então, por que no trabalho ainda é motivo de tanto sofrimento? Sem nenhuma pretensão de discutir as causas sociológicas, filosóficas ou psicológicas, convido a todos para uma visão diferente sobre a relação empregabilidade e problemas que surgem no trabalho.

Andando por uma grande empresa, notei a cena divertida e curiosa de uma faxineira, com uma vassoura na mão, dizendo: “Desgraçada, aranha desgraçada, desce daí, sua filha... desce!!!” (estava tão irritada que nem me viu passar). Dando continuidade ao retrato lúdico, digamos que se tratasse de uma aranha intelectual e que soubesse falar, talvez diria à moça que graças a ela, a aranha, o cargo de faxineira ainda existisse. Pra que contratar gente para varrer um ambiente sempre limpo e sem insetos?

Constantemente nos deparamos com cenas de funcionários que se descontrolam porque outro problema aconteceu. Ora, você está mais um dia empregado porque ocorreu outro problema. O dia que acabarem os problemas não existirá mais a razão do seu crachá. Então, deveríamos agradecer por cada abacaxi no trabalho (se não foi você a causa dele) e ser a pessoa que dá soluções às dificuldades.

Um dia, um perito me contou que todo quinto dia útil do mês e os trinta primeiros minutos de chuva eram problemas dos grandes para ele. Por quê? Ele era chamado nos casos de fatalidades. Segundo esse colega, dia de pagamento é quando mais acontecem crimes. O inconsequente precisa de dinheiro para fazer bobagem e muitas vezes a verba vem do pagamento da empresa que o contratou.  E a chuva? A informação que ele me passou é que os motoristas demoram um tempo para perceber o risco da água na pista e reduzir a velocidade: acidente na certa! Porém, só há empregos de peritos como esse se há fatalidades.

O melhor problema do mundo: o que você soluciona com naturalidade.

 

(*) publicitário, professor universitário, palestrante e consultor de Marketing
marcos.zani@gmail.com

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia