JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de junho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

A herança de si mesmo

De onde vem uma doença genética? Poucas respostas convincentes me vieram

24/05/2019 - 00:00:00. - Por João Eurípedes Sabino

De onde vem uma doença genética? Poucas respostas convincentes me vieram, mesmo ouvindo muitos entendidos no assunto. Há um consenso de que elas, as doenças genéticas, ocorrem de forma independente da vontade do vitimado. Até aí concordo, mas, ao ampliar o meu entendimento, concluí que a “coisa” não é bem assim. Senão vejamos:

Uma vez que alguém constata a sua predisposição genética para contrair certa doença, cabe-lhe cuidar para não ser vítima. Sendo cuidadoso, terá os bons resultados desse cuidado. Em não sendo, ou não sabendo da predisposição devido à falta de conhecimento nesse mister, por certo que herdará os males da doença.

Hoje é possível detectar se uma criança nascerá com alguma dificuldade, digamos, física ou psicológica. Os pais não sabendo disso, ou, se sabem, ignoram a prevenção, certamente que herdarão junto com a criança os resultados muitas vezes penosos. “A pena não pode passar do apenado”, diz a nossa Lei Civil maior, mas nesse caso toda a alegria, prazer e tristeza que a criança possa ter serão assimilados pelos pais em linha direta.

Agindo antes, pode-se evitar a cadeia de consequências, ou seja, a criança, em consonância com a Lei Universal de Herança, herdará os frutos positivos proporcionados pela ciência.

“Pesquisa alerta que doença gengival pode ser genética”, manchete essa estampada na mídia, ilustrando a relação entre o que trouxemos geneticamente e o que podemos mudar. Se forem observados critérios recomendados por cientistas éticos, as gengivas curadas poderão passar aos descendentes sem o surgimento da doença congênita. Fascinante!

A epigenética permite que redirecionemos a nossa marca genética. Ou seja, está ao nosso alcance mudarmos as formas de ser e viver. É o que há de mais novo nos estudos da biologia. Numa escala macro, deduz-se que o destino da pessoa, antes suscetível à doença genética, será outro.

Tudo se resume em conhecimentos e nesse campo preconiza a Logosofia que “...todo ser humano herdará de si mesmo”.

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia