JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 25 de maio de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

Votar

Amanhã (23/02/2019) teremos eleições na Academia de Letras do Triângulo Mineiro,

22/02/2019 - 00:00:00. - Por João Eurípedes Sabino

Amanhã (23/02/2019) teremos eleições na Academia de Letras do Triângulo Mineiro, conforme prescrevem os Estatutos da Instituição. Mais um ciclo bienal se completa para o Sodalício criado por José Mendonça (primeiro presidente), Edson Prata e Juvenal Arduini no ano de 1962. Daí, outros não menos notáveis se acercaram dos três e cada um tomou o seu bastão, transferindo-o a outros e outros até chegarmos aos nossos dias.
Delegações de outras cidades e vários Acadêmicos também não residentes em Uberaba confirmaram suas presenças, numa demonstração inequívoca de amor à instituição. “Não basta só ser, tem que aparecer”, quase parafraseando a frase de Júlio César, me disse um frequente confrade. Votar é apenas cumprir com o dever cívico, completou ele.
Estando na presidência por gentil gesto de meus pares, a cada dia fortalece em mim o pensamento de que a Academia não tem um dono. Ela é de todos e se estende aos mais recônditos setores e lugares por mais distantes que estejam. O importante para nós são todos, indistintamente. Eis o porquê de termos em nossa Casa um espelho no qual o(a) visitante lê a mensagem: “Veja quem é importante para a Academia”. E se surpreende ao ver que é ele(a) mesmo(a)!
“Srs. Acadêmicos e Acadêmicas: estamos numa Casa de Letras. Tendo isso em mente tudo será fácil ao nosso entendimento.” Tal frase exposta internamente à sede direciona os nossos trabalhos na Academia, cujo conteúdo tem como inspiração um dos itens do Juramento que a Diretoria atual prestou em sua posse no dia 30/03/2017: “Prometo... Ter meus confrades como irmãos e tudo fazer em consonância com eles para elevarmos a Academia e sermos dignos da imortalidade”.
Estão, portanto, apresentadas algumas das razões pelas quais devemos valorizar a instituição cultural, cinquentenária, à qual pertencemos. Adentrá-la, apesar de não ter sido nada fácil, me parece menos difícil do que estar sempre presente em seus atos.
Votar amanhã é um desses atos.
 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia