JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 14 de dezembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Lua de mel, lua de fel!

Caro amigo leitor, aqui estou novamente, não tem sido nada fácil. Ainda continuo tomando banho sozinho

15/11/2018 - 00:00:00. - Por Leuces Teixeira

Caro amigo leitor, aqui estou novamente, não tem sido nada fácil. Ainda continuo tomando banho sozinho, digo assim, e alguns pessoas perguntam qual a razão dessa afirmação! Digo que é uma brincadeira com fundo de verdade, tendo em vista, conforme argumenta meu amigo Joakinkas, lá do restaurante perto da Uniube, onde almoço com frequência, quando uma pessoa ainda está dando conta de tomar banho sozinha, traduz em boa notícia! Claro que sim! Estar dando conta de tal atitude, sozinho, é uma demonstração inequívoca do total domínio das faculdades físicas e mentais. Pronto, está feito o esclarecimento. 

Vamos ao tema proposto. Jair Bolsonaro está em perfeita lua de mel, tudo maravilha, curtindo os bônus da vitória, surfando na crista da onda. Todavia, primeiro de janeiro, está bem próximo. Daí, a coisa muda totalmente o rumo, ou seja, trata-se de governar, pegar no chifre no boi, descer do caminhão e enfrentar o dia a dia. Não vai ser nada fácil.

Ninguém nega a necessidade premente da reforma da Previdência o mais rápido possível, em todos os sentidos, dos militares das Forças Armadas, das polícias – Civil e Militar –, dos servidores do Executivo, Legislativo e Judiciário –, essa elite privilegiadíssima, que aposenta com os proventos integrais, ou seja, como se estivesse na ativa, inclusive levando todos os penduricalho$$ para a inatividade. Os tempos são outros, a farra existente com o dinheiro público no pagamento de tantas bene$$e$, não tem cofre que aguenta, digo mais: por mais que tenha estudado e lido, o que ocorre no nosso país não tem paradigma em qualquer lugar do planeta. 

Imagine, caro leitor, uma policial – civil ou militar – caminhar para a inatividade com 25 anos de serviços prestados; tenho conhecimento de casos onde pessoas aposentam com 43 anos de idade!!! Percebam a tamanha distorção para com o trabalhador da iniciativa privada; imagine, essa cidadã, viver 80, 90, anos de idade, ou até mesmo a idade média de 76 anos nos dias atuais. Vai receber dos cofres da nação um montante de quase meio século de proventos. Pergunto: em que lugar do planeta ocorre uma aberração dessa estirpe? Inclusive, conforme já dito, recebendo proventos integrais. Perdoe-me, nada contra qualquer tipo de servidor, nem juiz, promotor, delegado, agentes, árbitro, bandeirinha, etc., seja lá o capeta que for. Qual nação neste mundão de meu Deus aguenta tanta distorção? Tantos privilégios em desfavor dos simples mortais, nós, os carregadores de piano, os grandes contribuintes do sistema previdenciário. Todos são iguais perante a lei; quer ganhar acima do teto previsto dos comuns? Que faça uma previdência privada para ganhar o que desejar, simples assim. Este é o primeiro e grande vespeiro que o nosso Presidente terá que enfrentar, não só ele, mas também os governadores e prefeitos. Do contrário, a vaca vai pro brejo! Repito: os tempos são outros, tempos de gastar menos do que arrecada, para poder investir e equilibrar as contas públicas. Governar e administrar da mesma maneira como comporta qualquer empresa privada. Outro conselho para o Bolsonaro: Presidente Bolsonaro, o senhor será presidente do Brasil e não dos Estados Unidos da América. Bolsonaro é Bolsonaro; Donald Trump é Donald Trump. A diferença é abissal, é melhor baixar a bola e fazer o dever de casa, a lua de fel está bem próxima!

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia