JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 12 de dezembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

As eleições em Uberaba (Novembro de 1966 - Conclusão)

Já a observação constante de 1.3 a respeito da sistemática sintonia dos resultados

18/09/2018 - 00:00:00. - Por Guido Bilharinho

Já a observação constante de 1.3 a respeito da “sistemática sintonia dos resultados [eleitorais] locais com os globais indica [....] superação, em Uberaba, das estruturas políticas típicas do interior brasileiro”, revelando a persistência da tradição histórica não só do reflexo local dos grandes acontecimentos nacionais como até mesmo divergências de alguns deles em demonstração de independência e autonomia, verificando-se que a participação dos uberabenses foi não só imediata como intensa em inúmeros episódios históricos, a exemplo:

a) revolta liberal de 1842, em que até ocorreu a prisão do liberal padre Zeferino pelos líderes conservadores;

b) recepção à reunião e permanência na cidade por quase dois meses das Forças Expedicionárias que iriam invadir o norte do Paraguai em 1865;

c) edição por ano e meio, a partir de 21 de abril de 1881, do jornal republicano O Tiradentes;

d) instalação em 24 de outubro de 1883, da Sociedade Dramática Abolicionista e, em 27 de abril de 1884, da Sociedade Abolicionista Filhos do Calvário, presidida esta pelo barão da Ponte Alta;

e) abolição da escravatura com desfiles pelas ruas e festejos, conquanto a Câmara Municipal tenha silenciado, já que composta de elementos comprometidos, de uma maneira ou de outra, com o statu quo;

f) proclamação da República com marche aux flambeaux pelas ruas da cidade, discursos inflamados e imediata substituição da Câmara Municipal pela Junta do Governo Provisório;

g) eleição presidencial de 1910, editando-se até o jornal O Civilista, redatoriado por Hildebrando Pontes e Filipe Aché (o fundador do laboratório Aché e, então, médico e político residente em Uberaba);

h) vitória em Uberaba do candidato Rui Barbosa contra todo o oficialismo que, no entanto, o derrotou no plano nacional;

i) vitória local de Getúlio Vargas em 01/03/1930 também contra todo o oficialismo, que, todavia, o derrotou nacionalmente;

j) grande engajamento do povo e dos políticos locais no Movimento de 03 de Outubro de 1930 que levou Getúlio ao poder e, ainda, em decorrência, nos combates em Delta em 1930 e 1932;

l) participação de centenas de pracinhas de Uberaba e região na mobilização nacional por ocasião da Segunda Guerra Mundial.

*

O presente trabalho de Ronaldo Cunha Campos não poderia permanecer conhecido, usufruído e admirado apenas pelos pouquíssimos interessados (e privilegiados) que dele tomaram conhecimento à época. Por isso está publicado no blog Bibliografia Sobre Uberaba (https://bibliografiasobreuberaba.blogspot.com/), o que faculta o acesso a todos os interessados.

(*) advogado atuante em Uberaba, editor da revista internacional de poesia Dimensão de 1980 a 2000 e autor de livros de literatura, cinema, estudos brasileiros, história do Brasil e regional

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia