JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 09 de dezembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Marketing para empresas – Tecnologia

17/09/2018 - 08:33:49. - Por Ovídio Maluf Última atualização: 17/09/2018 - 08:33:55.

Você já parou para pensar no quanto as novas tecnologias se desenvolvem rapidamente nos dias de hoje? É até difícil imaginar o nosso dia a dia sem tantas engenhocas, dispositivos e aparatos que tornam nossas vidas mais fáceis. Se você acha que isso é um exagero, confira uma lista de inovações que ocorreram há menos de 12 anos: o Facebook foi criado em 2004, ainda como uma rede acadêmica; o primeiro iPhone foi lançado em 2007; o Waze foi fundado em 2008; o Instagram apareceu nas telinhas pela primeira vez em 2010; a Netflix chegou ao Brasil somente em 2011; os Smartwatches só receberam aportes significativos em 2013.

Alguns desses itens são tão comuns em nosso cotidiano que parecem sempre ter feito parte dele, não é mesmo? Se você parar para refletir, não faz muito tempo que ainda precisávamos de CDs para ouvir música, disquetes para transferir arquivos e de esperar o sábado chegar para se conectar à internet com economia. Velhos tempos, não é? É claro que, com o advento das novas tecnologias e funcionalidades, o comportamento do consumidor também mudou, e muito. E, com isso, o Marketing precisou se adaptar, afinal, o grande objetivo das estratégias de qualquer negócio é sempre conseguir alcançar e conquistar novos clientes, não é mesmo?

Segundo pesquisa divulgada pela Fundação Getúlio Vargas, o Brasil terá mais de um smartphone por habitante até o fim de 2018, o que corresponde a mais de 210 milhões de aparelhos. As redes de 3G ou 4G já estão disponíveis para 5.016 municípios brasileiros, o que representa mais de 90% de abrangência nacional, então, é possível concluir que esta é uma tendência cada vez mais presente no cotidiano do usuário.

Não há dúvidas de que explorar essa tecnologia é um dos elementos mais importantes para aquisição e retenção de clientes, afinal, as sensações adquiridas ao usar um produto ou usufruir de um serviço devem ser as mais agradáveis possíveis, possibilitando a manutenção da principal fonte de renda das empresas. Mas, não se esqueça do “velho” marketing: o Jornal, a Revista, a Televisão, o Outdoor e os Panfletos continuam muito eficientes e alcançam o público que o digital não consegue atingir.

Por isso, quando for planejar seu investimento em Marketing, é muito importante que sua empresa contemple a maioria dos investimentos para o Marketing off-line, ele ainda entrega muito mais do que o digital.

(*) Ovídio Maluf
Diretor da Agência Futura P 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia