JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 14 de novembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Falando de Tempo – II

Qual é sua rotina? A rotina, segundo estudos, realmente interfere na sensação

14/08/2018 - 20:54:36. - Por Sandra de Sousa Batista Abud Última atualização: 14/08/2018 - 20:54:51.

Qual é sua rotina? A rotina, segundo estudos, realmente interfere na sensação de passagem do tempo.

Entretanto, uma pesquisa realizada com sobreviventes do Holocausto revelou que a maioria desses prisioneiros, olhando para aquele tempo de sofrimento e pensando no período de confinamento como um todo, sentiu que todo aquele tempo, meses e anos, passou com certa rapidez. “Embora cada novo dia fosse terrível, eles eram tão parecidos entre si que chegavam a se confundir uns com os outros, comprimindo a percepção do tempo”.  Isso devido à rotina.

O segredo para alongar o tempo é criar novos acontecimentos, novas memórias, que farão com que um dia se destaque dos outros.  

Retrospectivamente, quanto mais os dias se sobressaem, mais longos eles vão parecer. Basta viver algo fora da rotina, nem precisa estar de férias. “Quem testemunhou o 11 de setembro de 2001, que tinha tudo para ser uma terça-feira de trabalho como tantas outras, dificilmente esqueceu o que fazia naquela manhã quando recebeu as notícias vindas de Nova York. Por outro lado, pergunte a essa mesma pessoa o que estava fazendo em 18 de setembro de 2001, e a resposta será bem mais genérica”.

Estudos mostram que a fase mais fértil em termos de novidades ocorra entre os 18 e os 25 anos. Após essa idade, o que antes era singular e diferente se torna parte da rotina e produz menos memórias. Assim, o ano passa correndo de janeiro a dezembro.

Na juventude e adolescência, a vida está cheia de primeiras vezes: o primeiro dia da faculdade, a primeira vez que dormimos fora de casa, a primeira viagem sem os pais, o primeiro namoro, a primeira decepção, o primeiro emprego e salário, o primeiro filho... Na velhice, os acontecimentos se tornam repetitivos e sem muitas novidades.  

A competição no mercado de trabalho e a internet, nas últimas décadas, criaram um ambiente no qual os métodos de gerenciamento do tempo parecem cada vez mais fundamentais, sendo que podem ser um ponto de partida para você desenvolver um método próprio.

As leis trabalhistas do século 20 ajudaram a reduzir a jornada em grande parte do mundo, inclusive no Brasil, sendo que, atualmente, temos mais tempo livre do que os trabalhadores de um século atrás.

Entretanto, se você encontra tempo para descansar verdadeiramente, surge um novo tipo de ansiedade, a quantidade de opções de lazer oferecidas. Neste contexto, a internet e o smartphone eliminam o tédio. Nos dias atuais, sempre há mais opções de divertimento do que tempo disponível para aproveitá-las, e o mal-estar da falta de tempo para usufruir tudo persiste.

Comece a mudar a sua vida! 

(*) Psicóloga Clínica
sandrasbabud@hotmail.com

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia