Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Dom Paulo Mendes Peixoto - 30/12/2017

O sentido da vida

Compartilhar:

As raízes da identidade de um povo estão no sentido que damos para a vida humana, que tem a família como fonte de estrutura existencial. A vinda de Jesus se deu com seu nascimento numa família, fazendo o mesmo caminho de todos os seres humanos. Sua estrutura, como pessoa, foi absolvida dos princípios oferecidos por seus pais, fazendo a trajetória comum de todas as famílias.

Além de gerar vida, as famílias são também fontes dos valores essenciais para as práticas cristãs e de cidadania. Isso nos faz entender que a sociedade necessita de famílias bem estruturadas para que tenhamos pessoas de caráter, de bom comportamento, de responsabilidade e comprometidas com a vida da sociedade. Sem estrutura familiar não temos como entender o sentido da vida.

Olhando para a Família de Nazaré, Jesus, Maria e José, modelo para todas as entidades familiares, isso nos faz pensar no papel atual da família, que passa por uma crise de identidade, mas ainda é uma das instituições capazes de harmonizar a sociedade. As pessoas ainda arriscam suas vidas para defendê-la, porque os laços familiares, mesmo os mais frágeis, são comprometedores.

Muitas das responsabilidades, que são próprias dos pais, estão sendo transferidas para outras entidades. É o sintoma de uma sociedade que terceiriza tudo, inclusive a formação das crianças nos seus primeiros tempos de vida. Entendemos essa realidade como fragilização dos compromissos essenciais dos pais, trazendo como consequência direta perda do clima e da estrutura familiar.

Os filhos são dons de Deus, fundamentados no amor conjugal, com capacidade para educar na fé e nos princípios cristãos. Por exigência ética, eles têm o dever de amar os pais e ajudá-los em suas necessidades. Muitos os abandonam em casas de acolhimento por considerá-los como “peso” em suas vidas. Tem vida longa e próspera quem cuida bem de seus pais (cf. Eclo 3,3-7).

A vida tem verdadeiro sentido quando fundamentada em algumas virtudes propriamente familiares e humanas, como na humildade, na mansidão, na paciência, no perdão, etc. Sem convivência e bom relacionamento comunitário a existência pessoal e familiar cai no esvaziamento e a fraternidade fica comprometida, impedindo a realização da pessoa como ser humano.

 (*) Arcebispo de Uberaba




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018