JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 15 de novembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Será que você está precisando de um “empurrão”?

A águia empurrou gentilmente seus filhotes para a beirada do ninho. Seu coração se acelerou...

- Por Eliana Barbosa Última atualização: 10/11/2017 - 19:44:41.

“A águia empurrou gentilmente seus filhotes para a beirada do ninho. Seu coração se acelerou com emoções conflitantes, ao mesmo tempo em que sentiu a resistência dos filhotes a seus insistentes cutucões. ‘Por que a emoção de voar tem que começar com o medo de cair?’ - pensou ela. O ninho estava colocado bem no alto de um pico rochoso. Abaixo, somente o abismo e o ar para sustentar as asas dos filhotes. ‘E se justamente agora isto não funcionar?’ Apesar do medo, a águia sabia que aquele era o momento. Sua missão estava prestes a se completar, restava ainda uma tarefa final: o empurrão. A águia encheu-se de coragem. Enquanto os filhotes não descobrirem suas asas não haverá propósito para a sua vida. Enquanto eles não aprenderem a voar não compreenderão o privilégio que é nascer águia. O empurrão era o melhor presente que ela podia oferecer-lhes. Era seu supremo ato de amor. Então, um a um, ela os precipitou para o abismo. E eles voaram!... Às vezes, nas nossas vidas, as circunstâncias fazem o papel de águia. São elas que nos empurram para o abismo. E quem sabe não são elas, as próprias circunstâncias, que nos fazem descobrir que temos asas para voar?”

Depois dessa belíssima lição, cujo autor, infelizmente, eu desconheço, nem há tanto o que dizer. É exatamente isso que acontece: cada problema que surge em sua vida é uma forma de o Universo lhe dizer que você precisa despertar, que é hora de você descobrir seus talentos, de encontrar consigo próprio. Seja qual for a crise que você esteja enfrentando nesse momento – financeira, de saúde, familiar, amorosa, de consciência, ou outra... –, ela deve ser vista não como um sofrimento, e sim como uma valiosa aprendizagem para seu crescimento. Claro que ninguém deve escolher sofrer, mas faz parte do crescer de cada um cortar suas amarras emocionais, e alçar voos que, após o medo e a incerteza, vão provar a fantástica força interna que todo mundo traz, ao nascer neste mundo.

Vejo pessoas que se dizem muito frágeis ou inseguras e que, diante de uma tragédia vivenciada, acabam por se descobrir fortes e cheias de iniciativa. Mas para que esperar as dores e sobressaltos para provarem a si mesmas que elas têm valor, que são especiais?

E você... Já percebeu que muitos empurrões em sua vida vêm também daqueles que se mostram como seus inimigos? Eles tentam prejudicá-lo, mas, na verdade, ao desafiarem seu poder de voar, fazem com que você descubra o tesouro que guarda dentro de si – potenciais, habilidades, dons preciosos de superação.

Por isso, afaste o medo de seus pensamentos. Deus nunca nos tira nada - Ele nos dá tudo o que precisamos, nas horas certas, para nos transformarmos em seres humanos melhores. Se você quiser evitar um “empurrão” para acordar para a vida, procure viver de forma que não se paralise com o olhar no passado - estar focado no passado é como dirigir um carro olhando pelo retrovisor... Não vai dar certo... Não reclame de nada e sim, agradeça! Sua atitude na forma de encarar os acontecimentos fará toda a diferença nos resultados que virão. Como diz um antigo ditado: “O que não mata, fortalece!”.

Pois então, para voos cada vez mais altos e inspiradores, aja agora, hoje mesmo, no sentido de fortalecer suas asas. Busque a felicidade. Permita-se ser feliz! Você merece!

(*) Coach de relacionamentos, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento, apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos
www.elianabarbosa.com.br
eliana@elianabarbosa.com.br

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia