JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 16 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Dois medos paralisantes

Hoje, conversando com uma querida amiga brasileira que se casou com um americano e mora em Los Angeles, nos EUA, tive uma inspiração sobre o tema desta semana

Por Eliana Barbosa. Última atualização: 04/09/2009 - 21:12:15.

Hoje, conversando com uma querida amiga brasileira que se casou com um americano e mora em Los Angeles, nos EUA, tive uma inspiração sobre o tema desta semana: nossos medos mais secretos – do fracasso e do sucesso.

Depois de nossa temporada em família nos EUA, no ano passado, tenho convivido mais com brasileiros e americanos que lá vivem (pela “mágica” da Internet), e venho constatando o quanto estar em contato com a cultura norte-americana influencia os brasileiros à coragem de se desenvolverem como pessoas e como profissionais. De maneira geral, os americanos são criados para o sucesso, já crescem com a noção da necessidade de independência emocional e financeira o mais cedo possível e, a meu ver, isso é bastante positivo. E por não serem tão “mimados”, entendem que o fracasso e suas lições fazem parte da vida.  

Muitos que só vêem os norte-americanos superficialmente, vão dizer que eles são muito materialistas e por isso que só pensam em trabalhar e vencer. Mas o que vejo é que eles aprendem, desde pequenos, que fomos criados por Deus para a felicidade e para a prosperidade. E eu concordo plenamente com eles - não nascemos para sofrer, para viver na miséria e com sentimentos de rancor e culpa. Nascemos para ser livres e prósperos e, como eles mesmos aplicam em suas vidas, para usarmos nossa felicidade em forma de generosidade, compartilhando o nosso melhor com aqueles que ainda não se encontraram com a sua essência.

Você já percebeu como o medo do fracasso pode lhe ter sabotado muitas conquistas? Preste atenção: quantas vezes você deixou de solicitar alguma coisa, só porque tinha medo de ouvir um “não” como resposta? Alguma vez você deixou passar a chance de fazer uma declaração de amor porque pensou que poderia ser rejeitado? E se não fosse? E aquela ideia brilhante que você teve um dia, mas por medo de não conseguir implementá-la, nem sequer a colocou como meta futura e hoje, tempos depois, a vê realizada por outra pessoa mais corajosa? Pense nisso! Sempre é tempo de fazer algo por você mesmo! Afinal, a verdade é que só você poderá realizar seus sonhos, ninguém mais!!!

Nós, brasileiros, além desse pânico em relação ao fracasso, ainda temos muito medo da felicidade  e do sucesso, e de toda a responsabilidade que eles nos trazem. Por isso, vejo tanta gente com um potencial luminoso, escondida em uma angústia inexplicável, sem coragem de mostrar ao mundo a sua própria finalidade de existir – fazer o melhor pela evolução desse planeta, dar oportunidade de crescimento aos outros, descobrir a cura das doenças, ensinar o que sabe fazer tão bem, fazer a diferença na vida dos outros.

Sabendo disso, lanço-lhe um desafio: faça um mergulho dentro dos pensamentos desse ser fabuloso que é VOCÊ e descubra, agora mesmo, o que você tem pensado e feito da sua vida, e se estes dois medos paralisantes – do fracasso e do sucesso – ainda estão imperando na sua mente. Como resolver isso? Fazendo o que tem que ser feito, apesar destes seus maiores inimigos – os medos. Só depende da sua coragem e eu sei que você a tem:  coragem para ver cada fracasso como uma experiência valiosa e ver o sucesso como uma missão abençoada de transformar beneficamente o mundo em que você vive!   

 

(*) palestrante; apresentadora de TV e rádio e  autora de livros motivacionais
 
www.elianabarbosa.com.br

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia