Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Marcos Vincius Zani - 23/08/2009

Falar sobre o qu?

Compartilhar:

É a primeira pergunta que vem à cabeça quando você recebe um convite para ministrar uma palestra. Ao contrário do que muitos pensam, eventualmente a proposta vem com o assunto em aberto. Ou seja, pensaram em você para falar de um tema já definido ou não. Essa flexibilidade em especificar ou mudar o foco depende da negociação entre o palestrante e a empresa que realizou o contato. É evidente que a abordagem não pode fugir do contexto do evento e está sujeita à aprovação anterior do contratante. Também há casos em que você disponibiliza sua palestra para determinada situação ou até outros que você cria o motivo para que a oratória aconteça. Nesse último caso, é sempre consequência do seu comportamento empreendedor, que vislumbra o desafio de enriquecer o cronograma das apresentações.

Então, falar sobre o quê? Basicamente há três critérios para você avaliar: o seu conhecimento, a sua motivação e a sua comunicação. Ou seja, você fala sobre o que conhece, sobre o que quer, da forma correta.

Como descobrir se domina todo o assunto? Resposta: você nunca irá dominar todo o assunto. Sempre há alguém que sabe mais do que você. Todos os dias surgem descobertas e não há intelectual que esgote um tema em uma única palestra. Então, onde está o segredo? Justamente na sua capacidade de entender que você deve conhecer o suficiente para aquele momento. Uma boa dica é: esteja preparado para falar o dobro do tempo proposto pela empresa. Por exemplo, você tem que falar durante duas horas? Esteja preparado para falar durante quatro. Não que deva montar material a mais, mas é preciso ter sempre conhecimento extra.

Outro passo é discorrer sobre o que quer e gosta. Na verdade, não é simplesmente sobre “o que gosta”, mas sobre algo pelo qual se é apaixonado. E tem gente que vai perguntar: “qual a minha paixão?”. Parece uma pergunta ingênua, mas não é. Pessoas e mais pessoas não sabem do que gostam, querem se dedicar a tudo ou não se sentem atraídas por nada. Uma boa orientação seria ficar atento ao que você anda dando importância. Se é um assunto saudável e você constantemente se vê pesquisando, lendo, pensando e falando voluntariamente, pode ser um bom indício do que a sua motivação se alimenta.

Por fim, a comunicação. Aqui está uma área que não é nenhum grande mistério, contanto que seja explorada com cautela, com ética e de forma profissional. O enfoque não é na ciência como ferramenta para as diversas mídias. Estamos ponderando a comunicação como meio elementar entre emissor e receptor. É o que acontece nas palestras. O palestrante emite a mensagem, a plateia a recebe através de canais como, por exemplo, a fala, a imagem, a escrita, e a finaliza com o retorno ao emissor através do feedback. E como ser um melhor comunicador? Um bom curso de oratória sempre é indicado. Além disso, é inteligente otimizar sua desinibição. Ficar inibido, envergonhado, é, de longe, um dos maiores problemas do palestrante. Mas como mudar isso? Depende de cada caso. Há pessoas que são tão tímidas que necessitam da ajuda de um psicólogo. Mais um passo importante é aprender a lidar com o olhar crítico do outro, ponto-chave na relação com o público. E aí vai outra dica: comece a se expor mais. Não é necessário começar falando num palco, com microfone e uma grande plateia. Coloque-se em situações nas quais as pessoas vão olhar mais para você, e olhe para elas também. Troca de olhares: um grande começo para o diálogo subliminar e silencioso que nutre a comunicação. Os possíveis exemplos práticos ficarão por conta da sua criatividade.

Exploramos simples métodos para elevar um pouco a qualidade de sua palestra: técnicas que giram em torno de conhecimento, motivação e comunicação. Mas lembre-se: são componentes da sua “caixa-preta” e que só você pode abrir.

 

(*) publicitário, professor universitário, palestrante e consultor empresarial
marcos.zani@gmail.com




EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
As guias para o pagamento do IPTU e taxa de coleta j esto disponveis para impresso, com escalonamento de descontos a quem quiser pagar vista. Como voc pretende quitar o tributo?






JM FORUM
Os comentrios aqui expostos no representam a opinio do Jornal da Manh O contedo de inteira e exclusiva responsabilidade de seu autor As mensagens com contedo depreciativo a qualquer pessoa e/ou empresa no sero divulgadas Os comentrios aqui expostos devero incluir Nome Completo, Bairro e Telefone se possvelVoc acredita que a troca de comando na Polcia Militar em Uberaba reacende a expectativa em diminuir os ndices de criminalidade na cidade e regio?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018