Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Dom Paulo Mendes Peixoto - 03/06/2017

Igreja Comunidade

Compartilhar:

As coisas não acontecem por acaso. Há os motivos que veem de longe, os médios e os imediatos. Assim aconteceu com a Igreja, fundada por Jesus Cristo, mas preparada, pelo Pai, desde toda eternidade, percorrendo o Antigo Testamento, e sendo fortemente sinalizada através das palavras dos profetas. Jesus organizou um grupo, com os apóstolos e discípulos, e lhe enviou o Espírito Santo.

A Festa de Pentecostes destaca a diversidade das línguas e a unidade do Espírito. Foi uma explosão, como se fosse uma bomba de “ação terrorista”, ou também com o despejar de delação premiada da JBS. A sensibilidade foi sentida de imediato, fazendo com que os apóstolos se transformassem em verdadeiros anunciadores da Boa Nova, agora instalada no meio do povo, reunido em Jerusalém.

O Espírito Santo abre as mentes fechadas em si mesmas e egoístas. O Brasil necessita de um novo Pentecostes, porque está vivendo numa “confusão babilônica”. A ideia é de “Torre de Babel”, num país que se diz cristão, mas que não consegue viver a dimensão dos ensinamentos de Jesus Cristo. Falta, sim, abertura de nossas lideranças políticas e econômicas para o caminho do Espírito Santo.

A Igreja tem usado de seus instrumentos para mostrar sua preocupação com o Estado brasileiro. Ela foi fundada com o objetivo de evangelizar, isto é, de ajudar as pessoas no pleno exercício de sua espiritualidade e dignidade. Na sociedade, com práticas desonestas, como vem acontecendo no Brasil, sua postura revela uma indignação, porque não pode se conformar com o que está acontecendo.

Falar de Igreja significa falar de amor e fidelidade, porque essas características são próprias de sua fonte primeira, a Santíssima Trindade. Deus é uno em sua natureza, em três Pessoas, imagem da Igreja Comunidade, onde a autenticidade deve ser a marca de opção de quem participa de sua vida. O amor e a fidelidade de Deus chegam até nós através da Igreja e das Palavras bíblicas.

Referindo-se à expressão “Igreja Comunidade”, falamos de pessoas, de cidadãos, de moradores de todo o planeta. Todos nós, mesmo com a diversidade de realidades, de países, de línguas, costumes, sentimentos religiosos, somos o mesmo povo, objeto da criação divina. Devemos cultivar os traços que nos fazem nos identificar com o Criador: bondade, fidelidade, honestidade etc. 

(*) Arcebispo de Uberaba




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018