JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 15 de novembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Negociação de mensalidades atrasadas

Em nome da educação, pais e escolas particulares devem chegar a um acordo possível de ser cumprido, para que o aluno não seja o maior penalizado

- Por Cláudia Feres Última atualização: 20/01/2017 - 07:25:14.

Diante da crise financeira que enfrentamos atualmente em nosso país muitos pais ainda não fizeram as matrículas nas escolas dos filhos para 2017. Há pais que não estão conseguindo quitar os débitos anteriores, o que leva as escolas particulares à ameaça com processos judiciais para cobrança da dívida, sem antes tentarem uma negociação digna e que garanta aos pais que seu filho não sofrerá nenhum tipo de represália por isso. As escolas particulares têm sido orientadas a práticas condenáveis, tirando do aluno o direito à educação e tratando a formação escolar como uma mercadoria qualquer. Por temor de aumento da inadimplência, escolas particulares têm efetivado matrículas novas somente depois de checar se os pais estão com nome limpo nos cadastros de devedores, e em caso de transferência, é exigido atestado de quitação com a escola de origem. Em nome da educação, pais e escolas particulares devem chegar a um acordo possível de ser cumprido, para que o aluno não seja o maior penalizado.

Cláudia Feres
Professora Universitária

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia