JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 22 de outubro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Você está precisando de um “empurrão”?

“A águia empurrou gentilmente seus filhotes para a beirada do ninho. Seu coração se acelerou com emoções conflitantes, ao mesmo tempo em que sentiu a resistência dos filhotes

- Por Eliana Barbosa Última atualização: 07/08/2009 - 21:16:24.

“A águia empurrou gentilmente seus filhotes para a beirada do ninho. Seu coração se acelerou com emoções conflitantes, ao mesmo tempo em que sentiu a resistência dos filhotes a seus insistentes cutucões. ‘Por que a emoção de voar tem que começar com o medo de cair?’ – pensou ela. O ninho estava colocado bem no alto de um pico rochoso. Abaixo, somente o abismo e o ar para sustentar as asas dos filhotes. ‘E se justamente agora isto não funcionar?’  Apesar do medo, a águia sabia que aquele era o momento. Sua missão estava prestes a se completar, restava ainda uma tarefa final:  o empurrão. A águia encheu-se de coragem. Enquanto os filhotes não descobrirem suas asas, não haverá propósito para a sua vida. Enquanto eles não aprenderem a voar, não compreenderão o privilégio que é nascer águia. O empurrão era o melhor presente que ela podia oferecer-lhes. Era seu supremo ato de amor. Então, um a um, ela os precipitou para o abismo. E eles voaram!...Às vezes, nas nossas vidas, as circunstâncias fazem o papel de águia. São elas que nos empurram para o abismo. E quem sabe não são elas as próprias circunstâncias que nos fazem descobrir que temos asas para voar?”

Depois dessa belíssima lição, cujo autor, infelizmente, eu desconheço, nem há muito o que dizer. É exatamente isso que acontece: cada problema que surge em sua vida é uma forma de o Universo lhe dizer que você precisa despertar, que é hora de você descobrir seus talentos, de encontrar consigo próprio. Seja qual for a crise que você está enfrentando nesse momento – financeira, de saúde, familiar, amorosa, de consciência, ou outra... –, ela deve ser vista não como um sofrimento, e sim como uma valiosa aprendizagem para o seu crescimento. Claro que ninguém deve escolher sofrer, mas faz parte do crescer de cada um cortar suas amarras emocionais, e alçar voos que, após o medo e a incerteza, vão provar a fantástica força interna que cada pessoa traz ao nascer neste mundo.

Vejo pessoas que se dizem muito frágeis ou inseguras e que, diante de uma tragédia vivenciada, acabam por se descobrir fortes e cheias de iniciativa. Mas para que esperar as dores e sobressaltos para provar a si mesmas que elas têm valor, que são especiais? Você já percebeu que muitos empurrões em sua vida vêm também daqueles que se mostram como seus inimigos? Eles tentam lhe prejudicar, mas, na verdade, ao desafiarem o seu poder de voar, fazem com que você descubra o tesouro que guarda dentro de si – potenciais, habilidades, dons preciosos de superação.

Por isso, afaste o medo de seus pensamentos. Deus nunca nos tira nada – Ele nos dá tudo o que precisamos, nas horas certas, para nos transformarmos em seres humanos melhores. Se você quiser evitar um “empurrão” para acordar para a vida, procure viver de forma que não se paralise com o olhar no passado – estar focado no passado é como dirigir um carro olhando pelo retrovisor... Não vai dar certo... Não reclame de nada, e sim agradeça! Sua atitude na forma de encarar os acontecimentos fará toda a diferença nos resultados que virão. Como diz um antigo ditado: “O que não mata, fortalece!”. Pois então, para voos cada vez mais altos e inspiradores, aja agora, hoje mesmo, no sentido de fortalecer suas asas.

 

(*) palestrante; apresentadora de TV e rádio e autora de livros motivacionais
www.elianabarbosa.com.br

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia