JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 17 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Sem mal-entendidos

Atuando na área dos relacionamentos, o que mais observo é a grande quantidade de relações...

Por Eliana Barbosa. Última atualização: 28/10/2016 - 19:39:53.

Atuando na área dos relacionamentos, o que mais observo é a grande quantidade de relações que azedam por conta dos mal-entendidos.

Afinal, por que eles acontecem?

Grandes conflitos podem ocorrer por dificuldades na comunicação. Cada pessoa é diferente em sua forma de entender o mundo e se comunicar. Algumas são mais carinhosas, gostam de tocar e beijar..., enquanto outras não se sentem bem com muita proximidade física, são mais caladas e observadoras. Há também aquelas que são mais falantes e, muitas vezes, incomodam os que são mais quietos...  Não são defeitos! São características pessoais que precisam ser percebidas e respeitadas, pelo bem da boa convivência. 

Cobranças nas relações são grandes geradoras de desavenças. Aprenda a servir sem esperar reconhecimento, a amar sem cobrar. Quanto mais você coloca condições para suas ações, mais decepções encontrará na vida!

Quando você dá poder ao seu ego, perde a capacidade de reconhecer quando está errado - quer ter razão o tempo todo. Exercite a humildade para perceber que você não é dono da verdade. Aprenda a ouvir mais o outro, antes de acusar ou criticar.

Pessoas complicadas costumam intoxicar o ambiente, por onde passam. São aquelas pessimistas, maledicentes, críticas, gostam de intrigas e fofocas, ou são grosseiras e deixam a energia pesada ao redor delas.

Quem tem problemas de baixa autoestima, gosta de complicar, como forma de chamar a atenção. Se você é assim, comece, hoje mesmo, um resgate de seu autoamor, de sua autoconfiança, e passará a viver de forma mais leve e simples, sem colocar obstáculos em seu caminho. E não hesite em buscar apoio profissional caso você perceba que precisa se conhecer melhor, restaurar sua autoestima e aprimorar seus relacionamentos.

E se em sua convivência diária você se depara com indivíduos tóxicos, procure se preparar mentalmente para estar com eles, dando a si mesmo uma ordem mental: “Tudo está bem em meu mundo e só aceito para a minha vida o que for positivo, alegre e promissor!”

Finalizando, lembre-se destes ditados: “Em uma discussão ninguém vence!” e “Quando um não quer, dois não brigam!”  

(*) coach de relacionamentos, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento,  apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos
Conheça melhor as suas atividades profissionais no site www.elianabarbosa.com.br
Contato:
eliana@elianabarbosa.com.br

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia