Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Eliana Barbosa - 24/06/2016

De quem voc gosta mais: do seu smartphone ou do seu filho?

Compartilhar:

Nada melhor do que a tecnologia que facilita nossas vidas e nos aproxima de amigos e familiares distantes. Porém, tenho visto com muita tristeza e preocupação como é grande o número de pais que têm deixado de dar a atenção devida aos filhos porque, distraídos com seus aparelhos celulares, passam o tempo navegando na internet, publicando fotos, bisbilhotando a vida alheia, e tudo o mais... Vivem mais da aparência do que da realidade.

Imersos nas redes sociais e preocupados em “cuidar” da vida dos outros, ou aparentar o que não são, estes pais nem percebem o quanto estão negligenciando os cuidados tão necessários aos seus filhos.

Dias atrás, em um aeroporto em que eu esperava um voo, fiquei observando as famílias... Vi uma menina de menos de dois anos fugir do seu carrinho, enquanto a mãe estava totalmente distraída no celular... Vi um pai dando respostas rápidas e curtas para os filhos porque o aparelho parecia bem mais interessante... Vi pai, mãe e filho cada um  absorto em seu smartphone, como se fossem estranhos... Ninguém dialoga mais, troca ideias, ou compartilha risadas... Raro mesmo foi ver um pai ou mãe sem o celular na mão...

No dia a dia, são várias as situações em que a atenção às crianças está sendo substituída pelo interesse no smartphone – na hora de acompanhar suas tarefas escolares, nos passeios em fins de semana, no descanso com elas, no momento de amamentar ou das refeições...  Ah... Como isso é lastimável!

E eu me pergunto: Como ficará essa geração de filhos criados sem o “olho no olho”, sabendo o quanto é importante esse contato visual, principalmente na fase da amamentação?

Como serão os jovens que cresceram sem sentir o interesse verdadeiro de seus pais por suas histórias, por sua vida, por seus estudos? O que será da autoestima desses filhos?

Que adultos serão eles, se não aprenderam a se conectar com os entes queridos, cujo exemplo foi de desprezo e negligência?

Por isso, se você é pai, mãe, educador ou cuidador de crianças e adolescentes, compreenda que a sua responsabilidade é bem maior do que você possa imaginar. Eles precisam do seu escutar atento, do seu toque e de perceber o seu zelo e interesse. Isso é fundamental para a sua saúde emocional e mental, preparando-os para relacionamentos bem-sucedidos e felizes. 

Pense nisso com carinho e, agora mesmo, dê um abraço bem apertado em seu filho!   

(*) life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento, apresentadora de programas em TV e rádio e ministra palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos
Conheça melhor as suas atividades profissionais no site
www.elianabarbosa.com.br
Contato:
eliana@elianabarbosa.com.br




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018