Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Bruno de Bragante - 16/06/2016

A contrapartida dos ativismos

Compartilhar:

Virou moda. Qualquer reivindicação se tornou um ismo. A luta legítima pela inclusão de direitos cedeu à política comum do extremismo disfarçado de ativismo.

Ao invés de se reivindicar direitos legítimos, passou-se a brigar por entendimentos exclusivos de determinada segmentação social. O problema de se partir para essa vertente é que em todo extremismo há exclusão social.

Ao se levantar uma bandeira do ismo, faz-se necessário ter ciência de que um erro não pode justificar o outro, portanto, a violação de um direito social não dá legalidade a se violar direitos de outra parte da sociedade.

Existem meios legais de se garantir os direitos sociais, e praticar o ativismo cego e egoísta não é um deles. Quaisquer atitude e iniciativa, por mais legítimo que possa ser o objetivo, devem levar em consideração se o caminho a ser percorrido é correto e não traz prejuízo a outros setores da sociedade.

Viver em sociedade é saber respeitar uns aos outros, respeitar o próximo da mesma forma que gostaríamos de receber o devido respeito.




San Marco
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
RIVER AUTOPEAS
SINTONIZE

ENQUETE
Apesar de a PMU descartar surto de meningite na cidade, h aumento significativo no nmero de casos. A vacinao a forma mais eficaz de preveno. Voc est com a imunizao em dia?







JM FORUM
Aps pedidos de moradores e vereadores, o albergue municipal vai se mudar do Boa Vista para a av. Orlando R. Cunha. Na sua opinio, a mudana positiva?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018