Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Bruno Daniel de Bragante - 11/04/2016

F no Velrio

Compartilhar:

A vida toda nos separamos e nos distanciamos de determinadas pessoas em função de nossas diferenças. Diferenças de pensamentos, ideologias e posicionamentos.

Nos afastamos de pessoas, familiares e de amigos porque julgamos que as diferenças existentes são suficientemente consideráveis para sobrepor todo o empenho da amizade e do amor.

Talvez seja esse o motivo que justifique a morte.

A morte é a única capaz de unir pessoas e famílias que, por poucas horas, decidem pelo “cessar fogo” das diferenças para se ajuntarem em torno de uma semelhança comum: a morte.

A morte é a estação final dessa jornada chamada vida. Parada obrigatória, algumas vezes sem aviso, sem anúncio. Mas sempre certa.

É no funeral que a morte é capaz de unir pessoas em torno da fé. Nesse momento as diferenças são colocadas de lado e dão lugar à aceitação de uma oração, de um momento de fé.

Talvez o velório seja o meio mais eficaz de se deixar de lado as diferenças nos âmbitos da família, da religião e das opiniões. Mas por que esperar tanto? Por que esperar até a última estação da vida?

O tempo de valorizar as semelhanças é agora! Se olharmos para as diferenças, sempre nos afastaremos; mas, se valorizarmos as semelhanças, alcançaremos paz e harmonia.

Pb. Bruno de Bragante




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018