Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Cludia Feres - 01/04/2016

Sinnimo de Banco: prtica abusiva

Compartilhar:

Por vezes, é comum, o consumidor se deparar com um saldo negativo em sua conta corrente bancária, logo depois de ter recebido o seu salário. Algumas instituições financeiras chegam a descontar a totalidade do crédito do correntista para cobrar empréstimos, juros do cartão de crédito ou tarifas. Os Bancos chamam o consumidor para se endividar em descompasso com suas posses, deseducando-os.

É preciso prestar atenção às ofertas de dinheiro que não caibam em nossa renda. Muitas vezes, o consumidor é levado pela falta da informação certa e adequada, e, seduzidos, pensam fazer o negócio que solucionará todos os seus problemas financeiras. Em favor do combate ao superendividamento, o Superior Tribunal de Justiça (STJ), de forma equilibrada, decidiu recentemente não permitir que um determinado “Banco” descontasse mais de 30% do salário de um correntista para quitação de dívidas.

O consumidor que tem toda a sua renda mensal comprometida com débitos bancários está abaixo da possibilidade de continuar a sua vida com dignidade. Gastos com moradia e comida, por exemplo, não podem ser supridos do consumidor, pois, por mais que os consumidores devam honrar suas dívidas, há direitos fundamentais que não podem ser colocados em segundo plano.

Cláudia Feres Garcia
Professora Universitária
Chefe do Contencioso da Fundação Procon Uberaba




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018