JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 14 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

ARTICULISTAS

Relacionamentos bem-sucedidos

É bastante comum as pessoas se perguntarem qual é o segredo dos relacionamentos bem-sucedidos - daqueles que, mesmo debaixo de tantas turbulências naturais do viver

Por Eliana Barbosa.

É bastante comum as pessoas se perguntarem qual é o segredo dos relacionamentos bem-sucedidos - daqueles que, mesmo debaixo de tantas turbulências naturais do viver, ainda sobrevivem e se reabastecem de amor e esperança. A meu ver, o grande segredo reside no aprimoramento da auto-estima dos cônjuges. Sim, quando você está bem com a sua auto-imagem, quando você se aprecia e se aceita como é, esse sentimento fica exposto no seu jeito de ser, de falar, de andar, de sorrir e, é claro, faz com que o seu parceiro veja o mesmo em você. É muito ruim para os relacionamentos quando uma pessoa fica se depreciando, mostrando para o outro, por exemplo, que engordou, que está ficando enrugado, que está incomodado com algum defeito físico ou moral que possua. Isso demonstra baixa auto-estima e se você não se valoriza, como vai querer que os outros o valorizem? É incoerente!

Mas... Cuidado: ter auto-estima elevada não quer dizer que você não vai ver seus defeitos e não vai tentar se tornar melhor, não! Isso seria falta de humildade e, no final das contas, o arrogante é uma das pessoas que, embora pense que tem auto-estima, não tem, porque precisa se impor aos outros, se exibir, para acreditar que vale alguma coisa. Então, é importante sim, você saber de suas limitações e buscar superá-las. Mas, quando você fica demonstrando suas fraquezas e inseguranças para os outros, eles só conseguirão ver você como uma pessoa fraca e insegura, entende? Você não pode esconder de você mesmo suas próprias limitações, mas é interessante que, ao escolher mostrar aos outros aquilo que você tem de melhor, isso vai se reforçando dentro de você e, pouco a pouco, você vai resolvendo seus problemas internos.

Dessa forma, na vida em comum, conte seus sucessos, demonstre seu valor, e, ao invés de passar anos frustrado, esperando elogios, elogie-se primeiro, e saiba que ninguém nasceu neste mundo para agradar aos outros. Você só deve dizer “sim” para as outras pessoas quando o seu coração pedir um “sim”, mas jamais traia seus sentimentos pensando que agradar as outras pessoas vai lhe garantir amor e respeito. A única forma de você ser realmente respeitado é você se mostrar respeitoso com a pessoa mais importante da sua vida – você mesmo!

Quando você está de bem com a sua auto-estima, você é um companheiro ideal em um relacionamento, porque vê a vida a dois como cooperação – não competição – e passa a ter um temperamento mais compassivo, não se deixando melindrar por palavras negativas ou ofensivas, que possam vir do seu parceiro. Você para de querer ter razão o tempo inteiro. E... como diz o ditado, “quando um não quer... dois não brigam!”. Relacionamentos felizes têm também seus momentos de crise, mas com cônjuges emocionalmente amadurecidos e que se amam, tornam-se apenas momentos de novas experiências, que vão fortalecer o amor e o respeito entre eles.

 

(*) palestrante; apresentadora de TV e rádio e autora de livros motivacionais
www.elianabarbosa.com.br

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia