Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Dom Paulo Mendes Peixoto - 13/12/2014

Alegre expectativa

Compartilhar:

Estamos em clima de Natal, pois os enfeites começam a aparecer, o comércio se agita e tudo se transforma em festas de fim de ano. Nem sei se Jesus Cristo é citado no contexto de tudo isto! A figura do “Papai Noel” toma conta de tudo, aquece o comércio, encanta a criançada, atraída pela veste vermelha e barba branca, que não tem nada a ver com o Menino do Natal.

Em muitos lares e em outros ambientes, cristãos ou não, encontramos montado o presépio com diversas peças retratando a realidade da manjedoura e presença da Família de Nazaré, José, Maria e o nascituro Jesus. Significa sentimento cristão, mas nem sempre é alusão a um Menino, que é Deus. Jesus não passa de um humano qualquer e o Natal se transforma em festa como outras.

Na visão do Evangelho de João, Jesus é a Palavra que existe desde sempre, é eterna e que se encarnou, tomando forma humana. Palavra que veio como luz, no meio da escuridão que reinava no coração humano, para trazer vida e esperança às pessoas. Quem toma a decisão de viver na luz de Cristo, a seguir sua Palavra, passa a iluminar o caminho de outras pessoas.

João Batista entendeu o sentido dessa Palavra e se tornou instrumento importante na preparação para a chegada do Natal. Em sua visão, a comunidade deveria organizar-se, tirar as arestas, as dificuldades no relacionamento e dar espaço para a chegada de Jesus Cristo no coração de cada um de seus membros.

O nascimento de Jesus abre caminho para o surgimento de um novo mundo, porque Ele apresenta uma proposta de vida diferente da que existia no tempo. Isso veio incomodar a quem queria continuar numa prática conservadorista. A novidade trazida provocou várias reações, inclusive de tramar a morte do Menino.

Mesmo vivendo num mundo de hostilidade, de violência, de insegurança, a esperança não pode ser abandonada. A paz com Deus é muito maior do que uma ausência de conflitos. Ele não falha em sua promessa e dá conforto para quem pensa estar desprotegido.

(*) Arcebispo de Uberaba




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018