Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Dom Paulo Mendes Peixoto - 04/10/2014

O Estado brasileiro

Compartilhar:

Passamos por um momento eleitoral e cumprimos a missão cidadã de votar. Foi como plantar a muda de alguma fruta. O agricultor aposta no resultado de seu trabalho. A intenção é das melhores, na espera de colher frutos abundantes e bons. Os eleitos não deveriam iludir seus eleitores, fazendo cumprir sua missão construindo “obras” para favorecer vida melhor para todos os cidadãos. Muitos têm sido como plantas que morrem pelo caminho.

O Estado é como a vinha do Senhor. Ele produz frutos, mas não beneficiam a todos. Os “espertos” sugam, e até desviam, de forma camuflada, prejudicando aos que são seus legítimos destinatários. Os trabalhadores (os políticos) da vinha não têm cuidado bem dela. O Estado brasileiro é uma “vinha” muito rica e privilegiada em recursos naturais, mas explorada sem critério, ameaçando a vida.

Tenhamos consciência de que um político quando eleito é empregado. Ganha, e muito, para isto. Seu trabalho tem que ultrapassar os limites de interesses pessoais. Os frutos do país sejam entregues aos verdadeiros donos, ao povo e não às multinacionais e a outros países. Em muitos casos, os frutos têm sido tirados da boca dos filhos para favorecer outros interesses.

Temos visto, a olho nu, a usurpação de bens coletivos.  A carga tributária, os impostos exorbitantes exigidos da população retratam vinhateiros matando os filhos para ficar com a vinha. As consequências disto são graves porque a conduta está desconectada com o destino do bem público. A “coisa pública” deve ser gerida com competência e com intenção do bem. É inconcebível progresso convivendo com exclusão e marginalização social.

Todo batizado deve ser vinha do Senhor. O mês de outubro, mês missionário, é uma convocação para o cristão, mas também para os cidadãos brasileiros, com objetivo de construir o mundo de Deus, o espaço saudável para a boa convivência, onde a corrupção seja banida, a violência generalizada seja superada e a vida do brasileiro tenha mais qualidade. Não basta votar. É preciso também cobrar ações efetivas e com marcas de honestidade.

(*) Arcebispo de Uberaba




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018