Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
ARTICULISTAS
Tamanho do texto: A A A A
Dom Paulo Mendes Peixoto - 27/09/2014

Divino e humano

Compartilhar:

Em clima de eleições, de uso da liberdade, o voto deve ser expressão divina no exercício humano da cidadania. Votar com liberdade e consciência é expressar a vontade de Deus, transferindo para o eleito o verdadeiro poder. Não é uma tarefa fácil, porque somos influenciados por interesses particulares, dificultando o entendimento de que o voto tem consequências na vida da sociedade.

Um eleitor cristão e consciente de sua responsabilidade deve dialogar com Deus pedindo a inspiração para dar um voto de qualidade. É hora de pensar no bem comum, nos benefícios que isto poderá trazer para o país e os Estados nos próximos quatro anos. As promessas são muitas, até de coisas impossíveis, mas não podemos ficar acreditando nelas. Quem promete muito acaba não fazendo nada de concreto que favoreça o povo.

Temos dificuldade para conhecer a pessoa certa. Há até um descrédito em quem é honesto. Como o corporativismo é muito forte, entendemos que o honesto também vai ser corrompido. Muitas vezes ficamos surpresos com a atuação das pessoas. Alguém que parece ser sem esperança, acaba fazendo o bem. Outro ser o contrário e não faz nada. É como o filho que disse ao pai: vou e não foi; quem disse não ir e foi (Mt 21,28-29).

Quem se sente perfeito precisa tomar cuidado para não cair. A força divina está mais presente nos corações simples, às vezes no mais pecador, mas de coração “elástico” e capaz de acolher o amor de Deus. Isto cria diálogo entre o divino e o humano, eleva a pessoa e o aproxima da perfeição, contida em sua totalidade em Deus.

Na pedagogia divina dizemos que Deus castiga o “injusto” e recompensa o “justo”. Ele é capaz de fazer o bem mesmo que o caminho não tenha sido bom. Sua bondade está acima das imperfeiçoes humanas, mas conta com o uso de nosso livre arbítrio. Espera do homem e da mulher a superação de todo tipo de maldade e ofensa. O egoísmo e a arrogância obscurecem esse relacionamento.

(*) Arcebispo de Uberaba




San Marco - 16maio
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
SINTONIZE

ENQUETE
Voc concorda com a alterao do horrio de funcionamento de estabelecimentos comerciais e at mesmo da Prefeitura em decorrncia dos jogos da Seleo na Copa do Mundo?





JM FORUM
Voc acredita na briga de faces criminosas como motivao para as recorrentes mortes de detentos na penitenciria de Uberaba?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018