Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
CIDADE
Tamanho do texto: A A A A
Gergia Santos - 14/05/2013

Congada e moambique vo s ruas pelos 125 anos da Abolio

Compartilhar:

Cultivando uma tradição de se comemorar a Abolição da Escravatura, aconteceu ontem em Uberaba o desfile dos ternos de congada e moçambique pelas ruas centrais da cidade. A festa foi realizada durante todo dia: no período da manhã teve o desfile de 14 grupos em direção à igreja Santa Terezinha e, à noite, baile, com coroação dos festeiros para 2014.

Este ano comemoram-se 125 anos da Abolição da Escravatura e em Uberaba, como de costume, foram realizadas várias atividades, começando logo cedo com um encontro dos ternos de congadas na Unidade de Atenção ao Idoso (UAI). O desembarque dos grupos foi realizado com muita festa, cânticos, danças e orações ao Rei Congo, à Rainha Ginga e ancestralidades africanas. Assim que todos chegaram, saíram rumo à igreja Santa Terezinha, passando pela avenida Leopoldino de Oliveira, subindo a rua Treze de Maio.

Durante o desfile os ternos relembraram a história do negro no Brasil. Já na praça em frente da igreja houve saudações ao busto da Princesa Isabel e também reverências aos congadeiros, moçambiqueiros e autoridades com atos de manifesto e discussão de políticas públicas direcionadas à raça negra. A banda do 4° BPM também participou da festa, tocando o Hino Nacional. Ainda no período da manhã foi celebrada missa afro, em louvor à alma dos cativos, e aconteceram apresentações dos ternos de congada e a confraternização nos quartéis. Já no período da noite houve um baile de coroação dos festeiros de 2014.

Todo o desfile contou com o apoio da Guarda Municipal para orientar o trânsito, evitando transtornos. E vale ressaltar os atos de manifesto que foram realizados assim que os ternos chegaram à praça, quando foram apresentadas as principais reivindicações. “Pedimos um pouco mais de apoio, pois para nós não é apenas festa, tem um significado muito grande, um ato que faz parte da nossa cultura. Esta é a única maneira que nós temos de expor a toda comunidade uberabense o quanto isso é importante. Pois nos deram liberdade, mas não nos deram instrumentos para sobreviver, um suporte”, explica o presidente dos grupos de congada e moçambique, Marcelo Simpatia.

Portanto, Marcelo ressalta que a luta até hoje é para que vejam a cultura afro de forma diferente da atual, sendo que ainda existe muita negação aos negros. “Vamos caminhando contra o preconceito, ainda muito velado, para dar aos nossos filhos o direito à escola, educação e trabalho, que não tivemos. Ainda existe muito preconceito que está camuflado. É muito importante não deixar a nossa cultura morrer, e nos ternos várias crianças participam das atividades, e isso é bom, pois dá sequência”, finaliza.



OUTRAS NOTCIAS


Aumento de produo e queda na procura derrubam preo do tomate na Ceasa local (22/08)
Secretarias promovero aes de conscientizao sobre HPV (22/08)
Montes lamenta prejuzos causados por incndio a agropecuaristas da regio (22/08)
Tempo seco aumenta atendimento peditrico nas UPAs em 30% (22/08)
Queimadas devem elevar nmero de pacientes no Hospital da Criana (22/08)
Aeronave sobrevoa regio para mensurar extenso da destruio causada por incndio em canaviais (21/08)
Curso de formao fomenta utilizao de equipamentos tecnolgicos na educao (21/08)
ExpoGentica 2017 ser aberta oficialmente nesta segunda-feira (21/08)
Dia do Campo Limpo tem atividades sobre o fim de embalagens de agrotxicos (20/08)
Rede de sade da cidade passa por capacitao sobre notificao (20/08)
Desorganizao preocupa usurios de UPAs (20/08)
Posturas mantm fiscalizao ao comrcio ambulante no calado (20/08)
Interceptores na Santa Beatriz devem estar prontos em cinco dias (19/08)
Moradores e comerciantes da rua Major Eustquio reclamam de obra (19/08)
Banco Mercantil faz seleo para escriturrio (19/08)
Aposentados da Caixa protestam contra desconto para a Funcef (19/08)
Feti promove atividades socioeducativas aos moradores do Maraj (19/08)
Novos nibus comeam a operar na Linha Ponte Alta/Peirpolis na prxima tera-feira (19/08)
Capacitao tcnica do Procon Regional encerrada com Fiscalizao do Mercado (18/08)
Com deciso do TJ sobre Uber, taxistas esperam regulamentao (18/08)




ESPECIAL DE ANIVERSRIO 2017
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
O Codau iniciou a transposio do rio Claro. Segundo dados da autarquia, a vazo do rio Uberaba est em torno de 1.520 litros/segundo e, para atender demanda da cidade, necessrio um volume de 900 litros/segundo. Voc acredita que a transposio necessria neste momento?





JM FORUM
Governo federal diminuiu a previso do salrio mnimo para 2018, tendo em vista a queda na inflao, prevista ainda para este ano. Assim, o novo salrio mnimo deve ser de R$ 969 e no mais de R$ 979, como previsto, mas ainda poder sofrer mais reajustes at o fim do ano. Qual a sua opinio sobre os novos valores?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017