JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de setembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Usuária da Área Azul aponta falhas na prestação do serviço

Em toda a extensão da Teófilo Otoni, no São Benedito, existem apenas duas placas sinalizando que o estacionamento é rotativo

- Por Geórgia Santos Última atualização: 05/08/2012 - 14:24:30.

Insatisfeitos, usuários voltam a reclamar de trabalho prestado pelos agentes da Área Azul. De acordo com a dona de casa Silvânia Molinero, em toda a extensão da rua Teófilo Otoni, no bairro São Benedito, existem apenas duas placas sinalizando que naquela região o estacionamento é rotativo. E, além disso, faltam profissionais para atuar no serviço.

“Não tenho nenhum problema em ter de pagar pela Área Azul, mas estou indignada com a prestação do serviço. Fui notificada nesta semana por não ter o cartão. Mas, antes de deixar meu carro no local, procurei pelos agentes para que pudesse comprá-lo e não encontrei nenhum funcionário. Fico revoltada, porque para aplicar a multa sempre tem alguém por perto”, explica Silvânia, relatando uma antiga queixa de outros usuários, os quais afirmam haver poucos agentes para receber o pagamento pelo estacionamento.

A dona de casa ressalta ainda que é preciso investir em sinalização. Na rua em que ela foi multada existem apenas duas placas, sendo que uma delas está tampada pelos galhos de uma árvore. “Sei também que existem pontos fixos para comprar o cartão, mas acredito que é preciso divulgar melhor quais e onde são estes locais”, afirma.

Por sua vez, o gestor do Programa, Ivandir Sebastião Ribeiro, garantiu que vai avaliar as reais condições da rua em questão. Quanto aos profissionais, segundo o gestor, tendo em vista a situação financeira da administração, em que o lucro ainda é pequeno, alguns colaboradores foram demitidos. “Mas, ao mesmo tempo, estamos intensificando a quantidade de parceiros e lojas para a venda dos cartões. Não conseguimos manter um número de pessoas suficiente em cada logradouro”, explica Ivandir, assumindo que é preciso investir mais em publicidade e o Hospital Dr. Hélio Angotti já tem planos para o marketing.

Quanto às placas, segundo Ivandir, este é um serviço que cabe à Secretaria de Trânsito e Transporte. “Estamos cobrando do poder público mais sinalização, entretanto, infelizmente, é um ano eleitoral e algumas reivindicações nossas não podem ser atendidas”, afirma. (GS) 

 

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia