JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 14 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Cidade tem mais um mês com saldo positivo na geração de empregos

Caged divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), revela que no mês de abril Uberaba registrou saldo positivo na criação de empregos pelo terceiro mês seguido em 2018

Por Thassiana Macedo. Última atualização: 22/05/2018 - 08:10:42.

Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), revela que no mês de abril Uberaba registrou saldo positivo na criação de empregos pelo terceiro mês seguido em 2018. Segundo dados do cadastro, em fevereiro houve a abertura de 110 vagas com carteira assinada na cidade, 218 no mês de março e em abril o número de novos postos abertos chegou a 300. Foram admitidos 3.154 trabalhadores no município, contra 2.854 demissões.

A construção civil chegou a fechar 39 vagas em março, mas em abril contratou 503 operários e demitiu 373, o que resultou na abertura de 130 postos. Quebrando a tendência de queda registrada nos meses anteriores, o comércio assinou a carteira de trabalho de 896 funcionários em abril e deu baixa em 791, encerrando o quarto mês do ano com 105 postos de trabalho a mais. Em março o setor chegou a fechar 143 vagas.

A indústria de transformação em Uberaba também manteve o saldo positivo na criação de empregos registrada nos meses anteriores, mas contratou menos e abriu menos vagas do que no mês de março. As fábricas uberabenses contrataram 554 trabalhadores e demitiram 486, mantendo um saldo positivo de 68 vagas em abril, contra as 317 abertas em março. O setor de serviços foi o que mais contratou em abril, assinando a carteira de 1.021 prestadores, mas também foi o que mais demitiu, rescindindo o contrato de 972 funcionários, o que gerou a abertura de 49 vagas, contra 89 em março.

As empresas da área de extrativismo mineral, fecharam cinco postos de trabalho em março. Foram contratados 25 trabalhadores e desligados três, o que resultou na abertura de 22 postos de trabalho formal na cidade. Já o setor de serviço industrial de utilidade pública, que também havia encerrado três postos de trabalho em março, voltou a crescer, ainda que pouco. Foram contratados 10 operários e demitidos cinco, gerando cinco vagas. O último setor a apresentar saldo positivo foi a administração pública, que deixou de zerar o índice de empregabilidade ao contratar um servidor e não demitir.

Somente a agropecuária, que havia começado a surpreender por apresentar uma reação no mês de março, foi o único setor a apresentar saldo negativo. Depois de registrar muitas perdas em janeiro e fevereiro, o setor registrou o primeiro saldo positivo de 2018, com a abertura de 174 postos de trabalho na zona rural em março. Porém, em abril, o setor admitiu 144 empregados, mas demitiu 224, fechando 80 postos de emprego formal.

Considerando os últimos doze meses, o nível de empregabilidade de Uberaba apresentou melhora. No período foram abertos 425 postos de trabalho com carteira assinada. O setor que apresentou maior saldo foi o comércio, com 243 vagas novas no mercado de trabalho. Em todo o país foi registrado saldo positivo na empregabilidade, com a abertura de 115.898 novas vagas com carteira assinada. Minas Gerais também registrou bom resultado com a criação de 23,5 mil novos postos de trabalho.

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia