Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
CIDADE
Tamanho do texto: A A A A
Gisele Barcelos - 07/02/2018

Para otimizar espaos, Educao fecha berrios em Cemeis com pouca demanda

Compartilhar:

Berçários de alguns Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis) deixam de funcionar. Leitores procuraram o Jornal da Manhã preocupados com a situação, uma vez que deixam os filhos em Cemeis para que possam trabalhar. Conforme informações, a medida foi adotada em alguns locais por conta da baixa demanda e como forma de otimização de espaço.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Silvana Elias, a retirada de berçários de alguns Cemeis foi uma decisão administrativa, diante da baixa procura. “Conforme a lei, o município deve atender obrigatoriamente as crianças de 4 a 5 anos. De zero a três anos, o município tem uma meta estabelecida pelo Plano Nacional de Educação de atender 50% das crianças até 2021, e atualmente atendemos 80% dessa demanda. Não estamos presos à legislação e compreendemos a necessidade das pessoas, mas neste momento crucial de atendimento das crianças, é preciso priorizar”, explica.

Silvana destaca que alguns Cemeis possuíam salas de berçário com seis, sete crianças, ocupando um espaço que poderia abrigar cerca de 20 crianças de quatro e cinco anos, que é uma fase importante de alfabetização. “Então, em algumas unidades, como por exemplo, do Jardim Maracanã, que havia apenas quatro candidatos, retiramos o berçário”, destaca Silvana.

Sendo assim, segundo orientações repassadas pela secretária, os pais podem buscar outras unidades infantis que ainda possuem berçário. Para informações, basta entrar em contato com a Secretaria Municipal de Educação, e a partir daí procurar a instituição e fazer o cadastramento. “Mas dentro do possível, eu acredito que vamos amenizar a situação dos berçários”, diz. 

 



OUTRAS NOTCIAS


No aniversrio da cidade, Codau lana projeto nas Barrigudas (25/02)
Parceria revitaliza as praas Carlos Gomes e Jorge Frange (25/02)
Cohagra cobra agilidade de bancos na retomada de casas ocupadas ilegalmente (24/02)
Entidades se mobilizam para derrubar veto ao Refis para as microempresas (24/02)
Educadores do Estado param na quarta e podem decidir por greve (24/02)
Entidade prepara paralisao de juzes federais por auxlio-moradia (24/02)
Domingo na Concha ter repertrio de sucessos nacionais com Erllei Diamante (24/02)
Superintendncia realiza a terceira convocao para a designao (23/02)
Mensagem falsa oferece vagas de trabalho na empresa de Correios (23/02)
Movimento financeiro na ExpoZebu deve passar de R$ 170 mi este ano (23/02)
Credores decidiro por falncia ou nova proposta da Copervale (23/02)
Produtores de leite cobram leis especficas para defesa do setor (23/02)
Cohagra aciona Procon aps descredenciamento de empresa responsvel pela construo de muros no MCMV (23/02)
Aps uma semana abaixo dos R$ 4, litro da gasolina volta a subir e pode custar at R$ 4,79 (23/02)
Revitalizaes das praas Jorge Frange e Carlos Gomes so finalizadas (23/02)
Mutiro de Conciliao entre Procon e empresas obtm 82,6% de sucesso (22/02)
Falta de fitas para teste de glicemia na rede pblica preocupa diabticos (22/02)
Balano aponta insero de 820 jovens no mercado de trabalho (22/02)
Empresrio acusado de matar ex-funcionrio em Nova Ponte vai a jri (22/02)
Expozebu 2018 ter quatro shows (22/02)




San Marco
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
RIVER AUTOPEAS
SINTONIZE

ENQUETE
Apesar de a PMU descartar surto de meningite na cidade, h aumento significativo no nmero de casos. A vacinao a forma mais eficaz de preveno. Voc est com a imunizao em dia?







JM FORUM
Aps pedidos de moradores e vereadores, o albergue municipal vai se mudar do Boa Vista para a av. Orlando R. Cunha. Na sua opinio, a mudana positiva?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018