JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 26 de junho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Com Funepu, UPAs fazem mais de 159 mil procedimentos em 3 meses

Na administração das duas unidades há cerca de sete meses, o levantamento está relacionado ao primeiro trimestre de atividades

- Por Geórgia Santos Última atualização: 24/01/2018 - 15:21:45.

Foto/Sandro Neves


Presidente da Funepu, José Eduardo dos Reis Félix, diz que o sistema informatizado proporcionou uma nova realidade às UPAs

Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba (Funepu) divulga balanço de atendimentos realizados nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) em 2017. Na administração das duas unidades – São Benedito e Parque do Mirante – há cerca de sete meses, o levantamento está relacionado ao primeiro trimestre de atividades (julho, agosto e setembro) e aponta mais de 159 mil atendimentos. A apresentação foi realizada nesta terça-feira (23).

Conforme os dados divulgados, neste período foram realizados nas duas UPAs de Uberaba, 159.561 atendimentos, sendo 64.404 por médicos, 54.741 multiprofissional e 40.416 procedimentos. Com relação a exames, foram 68.935, sendo 57.434 exames laboratoriais, 10.119 radiológicos, 1.129 eletrocardiogramas e 253 ultrassons. Diante do serviço prestado, segundo a Funepu, a partir de uma pesquisa realizada entre os pacientes, chegou-se a uma taxa de satisfação de 78%.

De acordo com o presidente da Fundação, José Eduardo dos Reis Felix, quando a instituição assumiu a gestão das UPAs foram verificados diversos problemas e entre as ações desenvolvidas está a implantação de sistema informatizado, em que é possível acompanhar, em tempo real, as atividades realizadas nas UPAs, como tempo de espera, quantidade de pacientes, balanço mensal e diário, picos de atendimento, faixa etária, entre outras informações, que ajudam na tomada de decisões rápidas. “Antes existia prazo de horas, ou até dias, para conseguir as informações e tomar decisões”, afirma.

Durante a apresentação, algumas pessoas receberam uma “chave” de acesso a estas informações. Entre elas, o prefeito Paulo Piau, que de acordo com ele será um instrumento para acompanhar o dia a dia das unidades. “Vamos usar essa ferramenta para monitorar, este é o nosso papel”, diz.

O presidente da Funepu revelou que a quantidade de usuários que busca as UPAs para atendimentos que não são de urgência ainda é muito grande. “A rede ainda está sendo estruturada e estamos discutindo com o município”, explica Félix.

Por sua vez, o secretário municipal de Saúde, Iraci Neto, destaca que atualmente o município oferece a rede para atenção básica com cobertura de 53%, aproximadamente 160 mil pessoas são assistidas. “E ainda tem uma inovação que estamos trabalhando que é a educação em saúde, envolvendo as escolas da rede municipal neste projeto, para mostrar o que são as unidades de saúde, quando procurar e como ser encaminhado ao hospital”, diz.

Iraci explica que, de cada 100 mil pessoas que buscam as UPAs durante seis meses, entre 30% e 40% são suscetíveis a causas básicas. “É uma questão cultural, e a redução acontece aos poucos”, afirma.

Leia também:

Fundação anuncia oferta de leitos e exames laboratoriais este ano

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia