Publicidade
Rádio JM
Canais Facebook Twitter RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
CIDADE
Tamanho do texto: A A A A
Renata Mambrim - 18/08/2012

Operadoras de celular não podem mais cobrar chamadas que caírem

Compartilhar:

As operadoras de telefonia móvel serão proibidas de cobrar pela segunda chamada, caso a primeira seja interrompida. Para evitar nova cobrança, o usuário terá de fazer outra chamada em no máximo dois minutos, do mesmo aparelho e para o mesmo destino. A mudança está na proposta de alteração do regulamento do Serviço Móvel Pessoal, aprovada no dia 15 deste mês pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A impossibilidade de cobrar por novas chamadas será válida caso a ligação caia por qualquer motivo [não só técnico], para todas as operadoras, para todos os planos disponíveis e tanto para chamadas para celular quanto para telefones fixos. A regra incidirá sobre as contas pré-pagas e pós-pagas.

Caso a regra não seja cumprida, as operadoras poderão pagar multa, sofrer processo administrativo por descumprimento de decisão, ressarcir o usuário em dobro ou fazer repasse a ser revertido a fundo de direitos difusos.

Na quinta-feira (16), a proposta passou por consulta pública, quando as empresas e a população se pronunciaram sobre a mudança. A consulta terá prazo de dez dias corridos. A Anatel espera que em um mês a nova regulamentação esteja em vigor.

A TIM Celular, operadora que mais apresentou problemas em Minas Gerais, por meio de nota, manifestou sua concordância com a proposta feita pela Agência. “A empresa buscará se antecipar, iniciando já na próxima semana o processo de implementação da nova solução em seis Estados da região Nordeste", disse o vice-presidente de Assuntos Regulatórios e Institucionais da TIM, Mario Girasole. A nota divulgada pela TIM informa ainda que a empresa “se propõe a estender além dos 120 segundos” o período para a realização de uma nova chamada após qualquer interrupção.



OUTRAS NOTÍCIAS


Moradores denunciam desperdício de água em Centro de Educação no Abadia (29/01)
Comércio fecha na segunda de carnaval e tem funcionamento facultativo na terça (29/01)
Técnica diz que queda de casos de hanseníase é falta de registro (29/01)
Taxistas da rodoviária se queixam da falta de segurança e iluminação (29/01)
Convênio garante repasse de 5 milhões a instituições beneficentes (28/01)
Semáforos retirados da Leopoldino serão reutilizados nos bairros (28/01)
PMU fará limpeza de área no Valim, mas não retoma centro esportivo (28/01)
Equipe Posso ajudar? orienta usuários sobre o sistema BRT (28/01)
Área da Prefeitura onde seria centro esportivo no Valim gera reclamações (27/01)
Piau diz que vai intensificar a fiscalização em terrenos sujos (27/01)
Codau prevê reativação total do CR-11 nos próximos dias (27/01)
Obras do Restaurante Popular devem estar concluídas até abril (27/01)
BRT chega a Uberaba para mudar paradigmas do transporte coletivo (25/01)
Sujeira em área da PMU deixa vendedora indignada (24/01)
Micro-ônibus do “Crack é Possível Vencer” vai monitorar o tráfico (24/01)
Pedágio entre Uberaba e Uberlândia deve ser cobrado a partir de fevereiro (24/01)
Posturas apreende duas toneladas de abacaxi (23/01)
Codau realiza média de 100 manutenções por dia (23/01)
Reuniões no início de implantação do projeto chamam atenção para mudanças (23/01)
Na Artur Machado, problema chama atenção (23/01)




Banner Giovanna Prata lateral superior
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

Banner blog mais bella
ENQUETE
Com reajuste inferior a inflação e com a chegada dos novos ônibus, você achou justo o reajuste de 10,74% para as passagens de ônibus em Uberaba?




JM FORUM
Se o Brasil adotasse pena de morte para os traficantes de drogas, o consumo diminuiria no nosso País, ou isso não resolveria nada e o consumo continuaria o mesmo?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2015