Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
CIDADE
Tamanho do texto: A A A A
Renata Mambrim - 18/08/2012

Operadoras de celular no podem mais cobrar chamadas que carem

Compartilhar:

As operadoras de telefonia móvel serão proibidas de cobrar pela segunda chamada, caso a primeira seja interrompida. Para evitar nova cobrança, o usuário terá de fazer outra chamada em no máximo dois minutos, do mesmo aparelho e para o mesmo destino. A mudança está na proposta de alteração do regulamento do Serviço Móvel Pessoal, aprovada no dia 15 deste mês pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A impossibilidade de cobrar por novas chamadas será válida caso a ligação caia por qualquer motivo [não só técnico], para todas as operadoras, para todos os planos disponíveis e tanto para chamadas para celular quanto para telefones fixos. A regra incidirá sobre as contas pré-pagas e pós-pagas.

Caso a regra não seja cumprida, as operadoras poderão pagar multa, sofrer processo administrativo por descumprimento de decisão, ressarcir o usuário em dobro ou fazer repasse a ser revertido a fundo de direitos difusos.

Na quinta-feira (16), a proposta passou por consulta pública, quando as empresas e a população se pronunciaram sobre a mudança. A consulta terá prazo de dez dias corridos. A Anatel espera que em um mês a nova regulamentação esteja em vigor.

A TIM Celular, operadora que mais apresentou problemas em Minas Gerais, por meio de nota, manifestou sua concordância com a proposta feita pela Agência. “A empresa buscará se antecipar, iniciando já na próxima semana o processo de implementação da nova solução em seis Estados da região Nordeste", disse o vice-presidente de Assuntos Regulatórios e Institucionais da TIM, Mario Girasole. A nota divulgada pela TIM informa ainda que a empresa “se propõe a estender além dos 120 segundos” o período para a realização de uma nova chamada após qualquer interrupção.



OUTRAS NOTCIAS


Moradora denuncia asfalto malfeito em obra do projeto gua Viva (19/01)
Prazo para pagamento do IPTU com desconto de 20% vence amanh (19/01)
Usurios vo promotoria contra aumento da tarifa do transporte (19/01)
Apesar da demanda pela imunizao o risco pequeno, diz diretor (18/01)
Procura pela vacina contra febre amarela muda aplicao da BCG (18/01)
Aposentada se queixa de som alto ao lado de casa no Ilha de Maraj (18/01)
Terrenos abandonados levam insegurana ao Serra Dourada (18/01)
Sindicatos definem aes contra a proposta de reforma da Previdncia (17/01)
Designao online de educadores da rede estadual comea amanh (17/01)
Recuperao da indstria ainda exige cautela, afirma presidente da Fiemg (17/01)
Promotor Carlos Valera assume a coordenao do Gaeco Uberaba (17/01)
Soma das 10 maiores dvidas com a Unio em Uberaba passa de R$ 1 bi (17/01)
Total de 562 benefcios por incapacidade sero revisados na agncia local do INSS (17/01)
Crateras prejudicam o trfego de veculos no Parque Hileia (17/01)
Terrenos abandonados trazem insegurana aos moradores do Serra Dourada (17/01)
Procon-MG probe a venda do celular Moto X em todo o Estado (16/01)
Janeiro Branco oferece Planto Psicolgico Solidrio (16/01)
Comisso busca parceria com Educao para promover a doao de rgos (16/01)
Mais de 600 empresas foram canceladas em Uberaba por falta de movimentao (15/01)
Uberaba tem 17 reas contaminadas ou reabilitadas pela Feam de Minas (15/01)




EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Concluso das obras do sistema BRT Sudeste/Sudoeste foi novamente adiada e, segundo previso da administrao, ser em junho. Na sua opinio, o sistema funcionar ainda este ano?






JM FORUM
Anvisa liberou recentemente o registro e a comercializao do primeiro medicamento com princpios ativos derivados da maconha. Qual sua opinio sobre o uso da droga em tratamentos de doenas psiquitricas ou neurodegenerativas?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017