Publicidade
Rádio JM
Canais Facebook Twitter RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
CIDADE
Tamanho do texto: A A A A
Paulo Borges - 17/07/2012

Mulher de 56 anos sofre parada cardíaca e morre na UPA Abadia

Compartilhar:

Informações de que uma paciente teria vindo a óbito por falta de atendimento adequado na UPA Abadia, fez com que a reportagem do Jornal da Manhã se deslocasse até o local para apurar o caso. Por meio de ligação telefônica, ouvinte se dizia revoltada com a situação. Segundo ela, uma mulher teria sofrido parada cardiorrespiratória e não foi salva por falta de médicos na Unidade naquele momento.

Já no local, outros usuários da UPA, ao avistarem a equipe do JM, revelaram que o Samu havia sido acionado justamente porque não havia médicos nem equipamentos na Unidade.

Em posse das informações, a reportagem ouviu o diretor-clínico, doutor José Geraldo Abade, para quem as denúncias não condiziam com a verdade dos fatos.

Em posse do prontuário da paciente O.M.R.S., 56 anos, residente na zona rural, o médico contou que a mesma chegou à UPA por volta das 2h de ontem. O diagnóstico revelava que a mesma apresentava problemas pulmonares associados a cardíacos. “Quando ela chegou, foi atendida, muito bem atendida, pela doutora Valesca. Hoje [ontem], ela passou mal por volta das 9h e foi solicitado por um dos médicos que a mesma fosse removida para sala de urgência, onde permaneceu sendo monitorada e assistida por toda a aparelhagem disponível. No entanto, ela entrou em parada cardiorrespiratória. A doutora Delma e a Mara prestaram o atendimento, eu também fui chamado e realizamos todos os procedimentos”, disse, revelando os motivos da solicitação da presença do Samu. “Em todos os casos graves, inclusive de parada cardiorrespiratória, que não se consegue recuperar o paciente, o mesmo precisa ser removido para o Hospital de Clínicas, na Vaga Zero. Esse procedimento é feito juntamente com o Samu. Inclusive, quando eles chegaram, a doutora Gisele, que estava na ambulância, também nos auxiliou na tentativa de reverter o quadro”, explica.

No momento em que a matéria era produzida, a reportagem tentou localizar a filha da paciente. No entanto, sem sucesso.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde, por meio de nota, o Samu foi acionado apenas para dar reforço aos quatro médicos da UPA que estavam tentando ressuscitar a paciente.






Lateral superir Giovanna
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje
r�dio

Banner blog mais bella
ENQUETE
A SETTRANS proibiu a conversão à esquerda no cruzamento entre a avenida Lucas Borges e a rua Jaime Bilharinho. A medida causou polêmica e muitos acham que outras medidas poderiam ser adotadas. Você acha que:




JM FORUM
Você acha que a candidata Marina Silva poderá surpreender nas próximas eleições para presidente da Repúbica? Você acha que ela tem pegada para chegar ao segundo turno e vencer as eleições?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2014
CMIDIA