JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Equívoco de comprador estrangeiro trava leilão do Clube Sírio Libanês

Comprador que havia assinado parte dos documentos abandonou o fórum e o caso agora aguarda análise do juiz Henrique Alves Vilela

27/06/2019 - 00:00:00. - Por Luiz Gustavo Rezende Última atualização: 27/06/2019 - 14:22:18.

Jairo Chagas


Leiloeiro Glenner Brasil Cassiano remeteu a documentação ao magistrado que cuida do caso

Confusão marcou o leilão do clube Sírio Libanês na tarde de ontem (26). Um empresário estrangeiro, com dificuldade de se comunicar em português, fez proposta de lance mínimo, 50% do valor do imóvel, que totaliza R$5 milhões, acreditando que pagaria R$2,5 milhões. Ao perceber o equívoco, o comprador, que havia assinado parte dos documentos, abandonou o fórum e o caso agora aguarda análise do juiz Henrique Alves Vilela.  

Um dos advogados envolvidos no caso, que pediu anonimato sobre sua identidade, afirmou que o pagamento do lance mínimo seria feito da seguinte forma: 25% à vista, R$1,25 milhão, e o restante R$3,75 milhões, em 30 parcelas. Porém, o comprador acreditava que compraria o imóvel somente pelos 25% iniciais.

Outro advogado consultado afirmou que, nesses casos, o magistrado pode fazer com que o lance de R$5 milhões seja pago ou, caso o comprador não honre o pagamento do imóvel, estipule multa e o clube voltaria a ser leiloado.

Glenner Brasil Cassiano, leiloeiro designado para cuidar do caso, falou com o Jornal da Manhã. Entretanto, não quis revelar nenhum detalhe adicional e afirmou que fez toda a documentação e a remeteu ao magistrado que cuida do caso.

O juiz Henrique Alves Vilela falou por telefone com a reportagem e expressou que ainda não havia analisado a documentação e se posicionará nos autos. O magistrado não deu pistas sobre o futuro do clube. 

Uma fonte do clube também foi consultada e se limitou a dizer que caso o imóvel seja vendido pelos R$5 milhões, o valor possibilitará a quitação de toda a dívida que o clube possui e ainda restará de R$ 1 milhão a R$ 2 milhões.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia