JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 26 de junho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Sindemu e SindUTE aderem à greve nacional contra reforma da Previdência

Em Uberaba, assembleias do Sindemu e SindUTE já aprovaram participação na greve geral marcada para o dia 14 de junho

11/06/2019 - 00:00:00.

Em Uberaba, assembleias do Sindicato dos Educadores do Município de Uberaba (Sindemu) e Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (SindUTE) já aprovaram participação na greve geral marcada para o dia 14 de junho. Nas últimas semanas, a diretoria do Sindemu visitou escolas para esclarecer sobre o projeto da reforma da Previdência. Para os diretores dos sindicatos dos trabalhadores da Educação, a greve geral tem tudo para ser um dos maiores movimentos de mobilização do Brasil. Várias categorias de trabalhadores já aprovaram participar da atividade.

Na Educação, professores e alunos (principalmente do ensino superior) já estão se mobilizando para transferir as aulas para as ruas na próxima sexta. No dia serão apresentados números e argumentos que contrários ao projeto do governo em tramitação no Congresso Nacional. De acordo com as lideranças sindicais, o Projeto de Emenda à Constituição (PEC) vai impedir a juventude atual de se aposentar; prejudica as mulheres e os deficientes físicos; vai promover a pobreza na velhice da geração que trabalha. Eles avaliam ainda que a PEC quer acabar com o atual sistema público solidário e instituir o "poupanção bancário" solitário. 

MPF. O Sindemu divulgou ainda material no qual consta que o Ministério Público Federal (MPF) encaminhou no dia 5 uma nota técnica ao Congresso Nacional apontando que a reforma da Previdência "fere de morte" a Constituição. O parecer da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) destacou que a PEC contém "vícios de inconstitucionalidade".

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia