JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de maio de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Monitoras de Cemeis denunciam número reduzido de profissionais

Duas servidoras que atuam em Cemeis dizem que, após o contingenciamento de pessoal para reduzir gastos, cada sala está atuando com apenas duas monitoras

23/02/2019 - 00:00:00. - Por Luiz Gustavo Rezende Última atualização: 23/02/2019 - 08:08:53.

Arquivo
Secretaria de Educação diz que cumpre a legislação que normatiza o número de monitores conforme a quantidade de alunos nos Cemeis 

Duas monitoras pedagógicas denunciaram esta semana que estão trabalhando em número reduzido. Profissionais são de Centros de Educação Municipais (Cemeis) diferentes. As reclamações foram enviadas após reportagem do Jornal da Manhã expor caso de criança que sofreu ferimentos na unidade “Professora Eunice de Souza Pühler”.

Situação, que é frequente, narrada por uma monitora revelou a existência de risco. “Nós estamos trabalhando em apenas duas monitoras em cada sala, quando uma precisa ir ao banheiro, a outra fica sozinha", diz, acrescentando que isto deixa as monitoras em situação delicada. Na sala em que ela trabalha são 22 crianças e ela garante que trabalham somente duas profissionais. Outra cuidadora afirmou que a situação em que estão submetidas se intensificou no ano passado, após a Prefeitura anunciar plano de contingenciamento de gastos e demitir número considerável de monitoras pedagógicas da rede municipal de ensino.
A Secretaria Municipal de Educação (Semed) afirmou que, de acordo com legislação vigente, na educação infantil (maternal) deve estar presente um profissional para cada 10 crianças. “A secretaria está atenta a esses casos e monitorando o número de alunos, que não pode passar de 25”, afirma. A nota enviada pela assessoria de imprensa não respondeu sobre o número de profissionais, que, segundo as cuidadoras, está baixo. Também não respondeu se existe a previsão de contratação de mais monitoras para atender à demanda.
 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia