JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 23 de fevereiro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

CVV realiza curso e treinamento para voluntários

O CVV existe há 55 anos e tem mais de 2 mil voluntários atuando na prevenção ao suicídio

12/02/2019 - 00:00:00. - Por Michelle Rosa

Foto/ilustrativa

A Associação Samaritanos de Uberaba, que mantém o Programa de Valorização da Vida (CVV), vai promover nos dias 16 e 17 de fevereiro um curso de seleção e treinamento de voluntários. O curso será na própria unidade, que fica na rua Fausto Salomão Trezzi, 40, bairro Cássio Rezende II. No dia 16 de fevereiro, as aulas serão ministradas das 13h30 às 18h, e no dia 17, das 8h às 12h.

De acordo com dados do CVV, o programa é mantido com recursos dos próprios voluntários, da comunidade, promoção de eventos e parcerias. As pessoas interessadas podem ir até a sede da instituição para participarem do curso.

De acordo com Valderli Menezes, voluntária do CVV em Uberaba, a procura pelo serviço tem se intensificado muito depois da implantação da chamada gratuita ao serviço. “Convocamos os interessados a se voluntariarem a dar um pouco de atenção a outras pessoas que precisam de uma escuta amorosa e atenta. A única exigência é de que o voluntário seja maior de dezoito anos”, destaca Valderli.

Em 2017 o Ministério da Saúde e o Centro de Valorização da Vida (CVV) assinaram acordo de cooperação técnica que permite acesso gratuito ao serviço prestado pelo número de telefone 188. Por meio desse número, pessoas que sofrem de ansiedade, depressão ou aquelas que estão correndo risco de cometer suicídio conversam com voluntários da instituição e são aconselhados.

Com o acordo, o CVV vai alterar ou implantar o 188 em todos os estados brasileiros até abril de 2020. Entretanto, o 141 continuará sendo usado até que a implantação esteja completa, de acordo com anúncio feito pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros.

O CVV existe há 55 anos e tem mais de 2 mil voluntários atuando na prevenção ao suicídio. A assistência também é prestada pessoalmente, por e-mail ou chat. O Brasil está entre os 28 países, de 160 analisados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que têm estratégias para prevenção ao suicídio.

No país, foram registrados no Sistema de Informação de Mortalidade em 2014, 10.653 óbitos por suicídio, o que corresponde à taxa média de 5,2 por 100 mil habitantes. O índice de suicídios entre os homens (8,8) foi quatro vezes maior do que entre as mulheres (2,2). A faixa com maior incidência é a de 30 a 39 anos para os dois sexos. A meta global da OMS é reduzir as taxas em 10% até 2020. 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia