JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 22 de janeiro de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Primeiro LIRAa de 2019 começa segunda-feira

O LIRAa é metodologia de trabalho que ajuda a mapear os locais com altos índices de infestação do mosquito Aedes aegypti

11/01/2019 - 00:00:00.

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Controle de Zoonoses e Endemias, realizará, a partir de segunda-feira (14), o primeiro Levantamento de Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) de 2019. Serão 155 agentes de combate a endemias (ACEs) percorrendo a cidade para fazer o levantamento até a sexta-feira (18).

O LIRAa é metodologia de trabalho que ajuda a mapear os locais com altos índices de infestação do mosquito Aedes aegypti e, consequentemente, alerta sobre os locais com maior infestação e risco de transmissão das arboviroses. O mapeamento direciona os trabalhos de prevenção e combate. Em 2018, a Secretaria Municipal de Saúde realizou quatro levantamentos, nos meses de janeiro, abril, agosto e outubro, com índices de 8,7%, 3,7%, 1,3% e 2,99%, respectivamente.

Lara Rocha Batista, chefe do Departamento de Controle de Endemias e Zoonoses, explica que as visitas acontecerão no período da manhã, das 7 às 13 horas, e que, se a chuva não impedir, todo o trabalho de vistoria e coleta, no caso de haver larvas, será finalizado na sexta-feira. “Contamos com a colaboração da população. É muito importante que nos deixem fazer o levantamento para saber a situação em que nos encontramos em relação à infestação. Precisamos do LIRAa, pois ele nos dá indicativo para direcionar as ações, os locais de maior risco e os tipos de abordagens que precisamos realizar”, ressalta Batista.

Em caso de dúvidas sobre a identidade do agente, a chefe do Departamento de Controle de Endemias e Zoonoses orienta a população a solicitar a identificação. “Toda nossa equipe está devidamente identificada. E, se mesmo assim, houver dúvida, podem ligar para o disque-dengue, no telefone 3317-4660, e pedir orientação”, destaca. 

Entenda. Para a realização do LIRAa, o Município é dividido em estratos, com nove a 12 mil imóveis. Os quarteirões são selecionados por programa de computador, o qual indica quantos e quais quarteirões a serem trabalhados. Em cada quarteirão é pesquisado um a cada cinco imóveis. Os estratos com índices de infestação predial inferiores a 1% não apresentam risco. Já aqueles com índice de infestação entre 1% e 3,9% são considerados em situação de alerta. Considera-se o risco de surto de dengue quando o índice de infestação é maior que 4% dos imóveis pesquisados. Com as informações do LIRAa, a própria população toma conhecimento da incidência do mosquito em seu bairro e pode adotar medidas para se prevenir das arboviroses.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia