JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 15 de novembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Quem não se inscrever no Cadastro Único até dezembro pode perder BPC

Para maiores de 17 anos, os documentos exigidos são o CPF, RG, título de eleitor, carteira de trabalho, certidão de nascimento ou casamento

22/10/2018 - 07:26:12.

As pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), também conhecido como LOAS, têm até dezembro para se inscrever no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. O registro é obrigatório e o descumprimento pode gerar a perda do benefício. O valor mensal do BPC é de um salário mínimo e é voltado para idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência com renda familiar de até um quarto de salário mínimo por pessoa, ou seja, R$238,00.

Em Uberaba, de acordo com dados da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), até o momento 82% dos idosos e 78% das pessoas com algum tipo de deficiência fizeram o cadastro. A chefe do Departamento de Proteção Social Básica, Gabrielle de Palvas Andrade, reforça que o Ministério do Desenvolvimento Social declarou que não haverá prorrogação do prazo para inserção dos beneficiários do BPC junto ao CadÚnico, sendo que a data limite é 31 de dezembro de 2018.

O cadastro pode ser feito em qualquer Centro de Referência de Assistência Social (Cras). Para maiores de 17 anos, os documentos exigidos são o CPF, RG, título de eleitor, carteira de trabalho, certidão de nascimento ou casamento. Menores de 17 anos devem apresentar a certidão de nascimento e declaração de matrícula e frequência escolar.

Para comprovação de renda, basta apresentar uma declaração do INSS, holerite ou contracheque, ou um recibo da pensão alimentícia atual. Autônomos irão preencher uma ficha no ato do cadastramento e viúvos devem levar a certidão de óbito.

Gabrielle Andrade ressalta que, em caso de dúvidas, basta entrar em contato pelos telefones 3331-2430 ou 3331-2424. “Nós estamos à disposição para esclarecer os beneficiários. O importante é que todos façam o cadastramento para não perder o benefício”, conclui.

O Cadastro Único reúne informações das famílias com renda per capita de até meio salário mínimo ou renda total familiar de até três salários mínimos e é utilizado por diversos programas sociais. Nele, são registradas as características da residência, a identificação de cada pessoa, a escolaridade, a situação de trabalho e a renda, entre outras informações.

 

 

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia