JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 19 de setembro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Hospital de Clínicas faz mutirão para operar 21 pacientes infantis dia 5

Hospital de Clínicas realiza pela 1ª vez em Uberaba mutirão de cirurgias pediátricas; evento é nacional e acontecerá no dia 5 de maio

- Por Geórgia Santos Última atualização: 20/04/2018 - 22:57:05.

Hospital de Clínicas realiza pela primeira vez em Uberaba mutirão de cirurgias pediátricas. O evento é nacional e vai acontecer no dia 5 de maio. As cirurgias serão de hérnia dos tipos inguinal e umbilical em 21 pacientes que já foram comunicados e estão sendo preparados para a operação. A ação faz parte do 12º Mutirão Nacional de Cirurgia da Criança, coordenado pela Associação Brasileira de Cirurgia Pediátrica e é realizado em crianças de até 13 anos. O propósito é desafogar a fila que existe no Sistema Único de Saúde, uma vez que, em média, o hospital realiza três cirurgias pediátricas por semana. Como no mutirão irão acontecer 21, em termos de semana, o hospital está avançando seis semanas.

Entretanto, segundo o chefe do Setor de Regulação e Avaliação em Saúde do Hospital de Clínicas, Edward Meirelles, o benefício social é o mais importante. “Vamos promover cirurgias eletivas. Nenhuma criança está internada e os pacientes já passaram por consultas com profissionais. É uma cirurgia que pode acontecer em formato de mutirão, mas não quer dizer que seja uma cirurgia rápida ou sem segurança, pelo contrário. Estamos organizando uma estrutura com quatro salas de operação, com 30 profissionais de enfermagem e uma equipe grande de residentes. Teremos pelo menos quatro residentes trabalhando com dois cirurgiões”, explica Edward.

De acordo com o chefe do Setor de Regulação e Avaliação em Saúde, as crianças já estão se preparando para operação, com pré-operatório realizado, a cirurgia somente não vai acontecer caso a criança esteja gripada, com febre, ou alguma outra situação que seja um impedimento no dia. Se isso acontecer, a operação é realizada em outro momento. Contudo, vale destacar que uma outra criança que está na fila não será convocada, não tem encaixe. Para finalizar, segundo Edward, esse não será o único mutirão de cirurgias pediátricas. Outro já está sendo organizado para o segundo semestre. A ideia é que possa acontecer um a cada semestre do ano.

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia