JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 20 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Centrais funcionarão aos fins de semana para biometria

Para possibilitar que mais eleitores consigam fazer a coleta biométrica dentro do prazo, as Centrais de Atendimento ao Eleitor no município vão funcionar aos sábados e domingos

- Por Thassiana Macedo Última atualização: 17/01/2018 - 07:25:14.

Jairo Chagas


Centrais de Atendimento ao Eleitor estão localizadas na rua Doutor Lauro Borges, nº 97

Eleitores de Uberaba têm somente até 9 de fevereiro para fazer o recadastramento biométrico obrigatório. Para possibilitar que mais eleitores consigam fazer a coleta biométrica dentro do prazo, as Centrais de Atendimento ao Eleitor no município vão funcionar aos sábados e domingos. Até o momento, conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral, 140.452 eleitores já fizeram a coleta de digitais e foto, o que corresponde a 60,48% de todo o eleitorado, composto por 232.296 pessoas.

Com a mudança, os postos vão funcionar também aos fins de semana nos dias 20 e 21, 27 e 28 deste mês e dias 3 e 4 de fevereiro, das 9h às 13h, para fazer o recadastramento biométrico obrigatório, alistamento e transferência eleitorais, revisão, alteração de dados, certidões e segunda via do título. As duas Centrais de Atendimento ao Eleitor estão localizadas na rua Doutor Lauro Borges, nº 97, bairro Estados Unidos, no prédio do antigo Fórum, e o atendimento, de segunda a sexta-feira, é de 10h às 18h.

Em Minas Gerais, apenas 20,19% dos mais de 15 milhões de eleitores já fizeram o recadastramento biométrico. O agendamento é obrigatório e pode ser feito no site www.tre-mg.jus.br ou pelo telefone 148. Postos estão funcionando na Cohagra, das 8h às 11h, e das 13h às 18h no Praça Uberaba Shopping; na Prefeitura, das 12h às 18h; e o dia todo na sala 2Y19 da Uniube, campus Aeroporto. Apenas idosos, portadores de necessidades especiais, grávidas, lactantes e pessoas com crianças de colo não precisam agendar.

Quem não fizer a biometria ficará impedido de votar em 2018 e poderá sofrer sanções. Ficará impedido, por exemplo, de renovar o passaporte, se matricular em curso superior ou tomar posse em cargo público. O não-comparecimento também pode resultar na suspensão do CPF, o que prejudica a tomada de empréstimos em bancos públicos, o recebimento de benefícios previdenciários, bem como impede a participação ou regularidade no programa Minha Casa Minha Vida.

Para o recadastramento obrigatório, o eleitor deve apresentar documento de identidade, um comprovante de residência atual, CPF e o título de eleitor (se possuir), bem como comprovar o serviço militar obrigatório.

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia