JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 23 de outubro de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Preço do tomate vai a R$10 e salga prato do consumidor

Preço do tomate volta a subir e valores preocupam. Ontem, a fruta, que está sempre presente na mesa da população, foi comercializada na Ceasa por valores que chamam a atenção

- Por Geórgia Santos Última atualização: 16/01/2018 - 07:56:28.

Foto/Arquivo


Alguns leitores buscaram o Jornal da Manhã impressionados com o valor, que atingiu a marca de R$10 o quilo

Preço do tomate volta a subir e valores preocupam consumidores. Ontem, a fruta, que está sempre presente na mesa da população, foi comercializada na Ceasa por valores que chamam a atenção. A caixa de 22 quilos, que normalmente custa R$70, foi vendida a R$110.

De acordo com o orientador de mercado da Ceasa, João Carlos Caroni, o aumento no preço da caixa do tomate aconteceu na semana anterior e o valor se manteve durante o mercado livre desta segunda-feira. Assim, esta semana o consumidor deve encontrar um preço mais alto do tomate. Alguns leitores buscaram o Jornal da Manhã, impressionados com o valor, que atingiu a marca de R$10/quilo em alguns estabelecimentos.

“Durante o ano de 2017 o preço do tomate ficou muito aquém da expectativa do produtor para lucro. Na Ceasa, a caixa de 22 quilos do tomate de primeira, o mais consumido, chegou a ser vendido por R$35, R$40 e até R$50, no máximo. Isso gerou uma desmotivação nos produtores, pois com estes valores não conseguiam repor o custo, perderam o investimento e ficaram sem capital para plantar mais. Então, quem deu sorte de ter a cultura neste momento está sobressaindo bem”, explica o orientador de mercado da Ceasa.

Outra questão apontada por Caroni é com relação ao clima. De acordo com ele, as características do verão não são favoráveis para nenhuma cultura. No caso do tomate, o clima quente e chuvoso faz com que surjam fungos na fruta, gerando perdas e queda na oferta, e com isso o preço aumenta. Por outro lado, João destaca que o preço das folhosas está atrativo ao consumidor. Ao contrário do que se esperava para o período, por conta da chuva, a produção de alface, por exemplo, está boa e, por isso, registrou queda no preço durante a comercialização da Ceasa, caindo de até R$20 a dúzia para R$12.

Leia mais