JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 26 de março de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

CIDADE

Quem será o fornecedor?, questiona delegado caso o porte não seja crime

Última atualização: 30/08/2015 - 14:17:42.

"Quem vai ser o fornecedor da droga?" Foi com esse questionamento que o delegado-chefe do 5º Departamento de Polícia Civil, Ramon Tadeu Bucci se manifestou à reportagem do Jornal da Manhã quanto à possível descriminalização do porte para uso da maconha.

"Se você descriminaliza o porte para uso, você tem que autorizar. Será como a bebida alcoólica, vai vender no bar? Quem vai distribuir a maconha? O Estado? O traficante terá então legalizada sua atitude? Está totalmente fora da realidade”, disse o delegado. "Eu sou contra a descriminalização de qualquer droga. Se a proposta for aprovada, certamente afetará, em algum momento, as questões de segurança pública. Obviamente deverão ser estabelecidos os locais onde o usuário poderá obter e consumir a droga. Isso é questão de regulamentação. Como demora a regulamentar, não basta apenas descriminalizar", explicou o delegado. “O que nos interessa é a questão do tráfico, prender o traficante. Temos visto que a motivação de muitos crimes é o uso de droga. Será que é a solução descriminalizar?" Foi com outro questionamento que o delegado concluiu.

Durante a reportagem, uma pergunta ficou no ar e sem resposta. O que há por trás da descriminalização da maconha? Quem a está promovendo e qual o interesse? Vale a reflexão!

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia