JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 15 de julho de 2019 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

Carne brasileira pode ampliar espaço no mercado chinês, afirma ministra

A ministra da Agricultura disse ontem (22), que a peste suína na China pode oferecer uma oportunidade para o Brasil ampliar seu mercado

23/04/2019 - 00:00:00. - Por Agência Brasil

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse ontem (22), que a peste suína na China pode oferecer uma oportunidade para o Brasil ampliar seu mercado de carnes. A China atualmente é a maior produtora de carne suína do mundo. “Hoje, com o problema que vem se agravando lá, vemos grande oportunidade de o Brasil ocupar parte desse espaço”, disse a ministra, que esteve nesta segunda na Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). 

Quanto à soja, a ministra disse que a expectativa é que as exportações para a China sejam menores, por causa dos problemas com a peste suína no país. "Com certeza diminuirão as nossas exportações de soja, mas nós vamos agregar valor. Em vez de vender soja a US$500 a tonelada, vamos vender a proteína a US$2 mil a tonelada, seja frango, bovino ou suíno."

Tereza Cristina lembrou, no entanto, que o Brasil precisa se manter alerta ao risco de contaminação de seus animais com a peste suína.

No Brasil, a PSA (peste suína africana) foi erradicada em dezembro de 1984, e o país foi declarado área livre da doença. Mesmo assim, no ano passado, o ministério ampliou as medidas de vigilância sanitária para evitar o ingresso do vírus no país. “Hoje a doença está espalhada só na Ásia, mas é muito preocupante." A ministra destacou que é preciso tomar todas as medidas porque o Brasil é grande exportador e precisa estar seguro de que essa peste "não chegue aqui".

Segundo o Ministério da Agricultura, a peste suína africana é uma doença viral e não oferece risco à saúde humana, mas pode dizimar plantéis de suínos, sendo altamente infecciosa, o que exige o sacrifício dos animais, conforme determina a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). 

Inspeção. Tereza Cristina informou que a China deve enviar mais uma missão ao Brasil para inspecionar as unidades produtoras de carnes. No ano passado, chineses já haviam visitado 10 plantas no país.

Leia mais

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia