JM Online

Jornal da Manhã 46 anos

Uberaba, 17 de agosto de 2018 -

BUSCAR EM TODAS AS SEÇÕES BUSCAR
Buscar

GERAL

DEER-MG realiza blitze educativas em diversas rodovias mineiras

Além da capital, as blitze educativas serão realizadas nas estradas supervisionadas por cada uma das 40 Coordenadorias Regionais do DEER-MG do interior de Minas Gerais

Última atualização: 09/02/2018 - 14:55:34.

Fotos/Maira Eduardo

O Carnaval chegou, mas no trânsito não é lugar de brincar. Preocupado com o volume de acidentes durante o período de folia, onde a combinação álcool e volante se torna fatal, nesta sexta-feira (9), a equipe de Educação para o Trânsito do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER-MG) realiza blitze educativas em diversas cidades mineiras.

Durante a ação educativa, técnicos e educadores do DEER e de entidades parceiras vão distribuir folhetos e orientar condutores e passageiros sobre transporte adequado de crianças; riscos de aliar bebida alcoólica com direção; a importância do uso de cinto de segurança; os perigos do excesso de velocidade; e os problemas do celular durante a condução.

Membro da Educação para o Trânsito do DEER-MG Rosely Fantoni afirma que o carnaval é um dos feriados onde ocorre o maior número de mortes nas estradas, o que contrasta com a alegria e folia desta festa tradicionalmente brasileira. “O fluxo de veículo nas vias aumenta em torno de 30% e a grande maioria dos acidentes acontece em função do comportamento dos motoristas que dirigem com excesso de velocidade, efetuam ultrapassagens em locais proibidos e conduzem os veículos alcoolizados ou cansados”, destaca.

As blitze educativas serão realizadas nas estradas supervisionadas por cada uma das 40 Coordenadorias Regionais do DEER-MG do interior de Minas Gerais. Ao estender as blitze por todas as regiões do estado, o Departamento tem como meta conscientizar o maior número possível de motoristas que viajam no período. “Existem pequenas cidades de Minas em que a população quase dobra durante o Carnaval. Há também aqueles foliões que saem para se divertir nas cidades circunvizinhas e neste caso vale o alerta: bebida e volante são duas coisas que não combinam”, conclui Rosely Fantoni.

Notícias Relacionadas

DESENVOLVIDO POR Companhia da Mídia