Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 14/02/2018

 
ESPORTE
Tamanho do texto: A A A A
ESPORTE
14/02/2018

Compartilhar:



 

Diretor de futebol Alexandre Gallo revela que Cuca não quer voltar a trabalhar antes da Copa do Mundo

Ainda não será desta vez que Cuca retornará ao Atlético. Segundo o clube, ele rejeitou oficialmente na segunda-feira a proposta para assumir o comando no lugar de Oswaldo de Oliveira, demitido pela diretoria na semana passada. O que pesou na negativa do treinador paranaense, campeão da Copa Libertadores de 2013 com o Galo, de acordo com a versão da direção, foi a decisão do técnico de voltar a trabalhar só depois da Copa do Mundo na Rússia, no segundo semestre.

O diretor de futebol do Atlético, Alexandre Gallo, disse que vinha mantendo contato com Cuca e seu empresário, Eduardo Uram, desde sexta-feira. Segundo o dirigente, houve nova conversa com as partes no domingo, com grande possibilidade de um acordo na segunda-feira. Entretanto, de acordo com o dirigente, o treinador recusou a proposta e alegou que gostaria de viajar com a família e acompanhar a Copa do Mundo, antes de assumir algum compromisso. 

“Falei três vezes com Eduardo Uram, falei com o Cuca e tivemos uma conversa muito boa. Ele disse que gosta do grupo que formamos, gostou das contratações, entendeu que se encaixa perfeitamente com as características dos jogadores. No domingo, conversei de novo com o agente dele, achei que iríamos fechar. Conversamos hoje (segunda-feira) pela manhã, fizemos o possível para acertar com ele, mas ele está firme na questão de só voltar a trabalhar depois da Copa”, informou Alexandre Gallo à reportagem.

O dirigente alvinegro, que é amigo e jogou com Cuca na década de 90, disse que propôs ao treinador alguns dias de descanso com a família, durante a Copa do Mundo, quando o Atlético fará uma espécie de ‘intertemporada’. No entanto, segundo Gallo, o técnico paranaense se mostrou irredutível na decisão. “Tentamos de todas as formas, era o nosso número um. Nós somos amigos e conversamos sobre a identificação dele com o clube. Mas ele, ainda assim, não quis assumir agora e manteve a ideia de viajar com a família”, reforçou.







San Marco - 20jun
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Na sua opinio, como deveriam ficar os direitos polticos de parlamentares presos?





JM FORUM
A Lei Seca completou dez anos em junho. Na sua opinio, temos o que comemorar?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018