Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 06/03/2018

 
ESPORTE
Tamanho do texto: A A A A
ESPORTE
06/03/2018

Compartilhar:



 O diretor do departamento jurídico e vice-presidente do Atlético-MG, Lásaro Cândido da Cunha, informou que o clube alvinegro protocolou, ontem, denúncias contra a arbitragem do clássico com o Cruzeiro, o técnico Mano Menezes e o zagueiro Léo, na Federação Mineira de Futebol. A denúncia foi acompanhada por um DVD com imagens que comprovam as reclamações.

Além do ofício para a FMF, o Atlético-MG vai ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) para listar os erros da arbitragem. O principal deles, segundo o dirigente atleticano, foi a omissão do árbitro da partida, Cleisson Veloso Pereira, que não registrou em súmula, a agressão do zagueiro Léo no atacante Ricardo Oliveira, aos 29 minutos do segundo tempo.

“Erros que denunciam incapacidade, deficiência técnica. Erros de laterais, de acréscimos, fora outros erros. Além disso, e o mais grave, foi a omissão em dois lances. Um foi a agressão que deveria ter sido vista, se é que não. Uma simples omissão da arbitragem, que tem assistente, quarto árbitro, que não enxergaram a agressão. E o jogador que agrediu não recebeu qualquer punição”, afirmou Lásaro Cunha.

Contra o Galo, existe a pendência do árbitro não ter relatado o arremesso de um copo no campo, no momento da comemoração do gol de Raniel. No documento, Cleisson Veloso Pereira informou que "nada houve de anormal" na partida.







San Marco - 20jun
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Na sua opinio, como deveriam ficar os direitos polticos de parlamentares presos?





JM FORUM
A Lei Seca completou dez anos em junho. Na sua opinio, temos o que comemorar?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018