Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
  | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 03/03/2018

 
CÁ ENTRE NÓS
Tamanho do texto: A A A A
C ENTRE NS
03/03/2018
Alexandre Pereira

Compartilhar:



 Sem desculpas
A Prefeitura de Uberaba não tem mais desculpas para justificar a demora na construção da Barragem da Prainha no Rio Uberaba, diante do anúncio de empenho dos recursos pelo ministro das Cidades, Alexandre Baldy. Seriam R$39 milhões, a ser usados ainda na construção de unidades escolares no Residencial Rio de Janeiro, Marajó e Girassóis.

De olho no voto
Nada melhor que ano eleitoral para que os políticos voltem às suas bases eleitorais e tentem aparecer para a população. Na passagem do ministro Alexandre Baldy por Uberaba, para anunciar recursos para escolas e reservação de água, os atuais deputados federais Aelton Freitas (PR), Caio Narcio (PSDB) e Marcos Montes (PSD) faziam questão de aparecer nas fotos e nas imagens de TV, inclusive fazendo postagens nas redes sociais.

Descabido
Visando a minimizar os efeitos da reforma trabalhista, o SindSaúde está pressionando os trabalhadores da Funepu a se filiarem ao sindicato. A alegação é de que os desfiliados não serão beneficiados pelos próximos acordos salariais, inclusive não receberão reajuste e aumento salarial. No entanto, a maioria não concorda em se filiar, pois teriam que fazer a contribuição mensal de associado.

Dissídio
No último ano, Funepu e SindSaúde não assinaram acordo coletivo de trabalho. A fundação ingressou com dissídio na Justiça do Trabalho. A pressão é tanta que o sindicato tem alegado que a Funepu terá que pagar multa, caso dê aumento salarial diretamente aos trabalhadores. Em reunião com a categoria, a fundação declarou que ninguém é obrigado a se filiar à entidade sindical, porque aguarda um posicionamento da Justiça para a concessão do reajuste salarial diretamente aos trabalhadores não sindicalizados.

É demais
Visando a fazer caixa, o governo municipal tem, a cada ano, beneficiado os maus pagadores em detrimento dos bons. Anualmente, tem lançado os programas de regularização fiscal. E nem começou 2018 e novo Refis foi aberto pelo prazo de 150 dias, com descontos de juros e multas de até 90%. Isso acaba estimulando os contribuintes a deixar de pagar em dia os impostos e contribuições municipais, para deixá-los em atraso, à espera das benesses fiscais.

Antenado
Observador da lida política relembra 2004 para dizer que mais nada surpreende. Ele não acha que seja “fogo amigo” o que está acontecendo no governo municipal, diante da reforma do secretariado, mas “aliados botando fogo”, preparando uma saída honrosa. Afinal, como se passou naquele ano, o vice é talhado para a missão. Ainda observa que, no cardápio, os projetos de envergadura envolvem ações políticas nos municípios do Triângulo e na região Oeste do Estado de São Paulo.

Marcando em cima
Por onde anda, o ex-candidato a vereador Ricardo Esquerdinha (MDB) anota as demandas e posta nas redes sociais. Desta vez, ele cobra dos assessores de bairros da prefeitura para que trabalhem pelo tapa-buracos nas ruas em todo o bairro Tita Resende. Também a avenida principal do bairro Jardim Belo Horizonte precisa do serviço. Já a avenida Mei Mei necessita que as alças de acesso recebam o tapa-buracos.

Opinião do leitor
Wesley Carvalho observa que vê propaganda espalhada em outdoors por toda cidade dos cursos de vestibulares enaltecendo a aprovação de alunos em universidades e faculdades de fora, sendo as de Uberaba preteridas em sua maioria. Somente mencionam a UFU, de Uberlândia, e outras instituições, o que ele considera um absurdo. No entendimento dele, a população uberabense deveria escolher instituições que valorizam as universidades locais, conceituosas em todo o país.

Cultura empreendedora
Ao longo da semana, o Sebrae e a Secretaria Municipal de Educação realizaram a 1ª etapa da capacitação dos professores que irão trabalhar a disciplina de empreendedorismo com os alunos em sala de aula. Em quatro anos já foram capacitados 150 educadores na cidade, para que eles atuem como agentes de formação e multiplicação junto aos futuros empreendedores. Com a aprovação de lei pela Câmara Municipal, o Programa de Educação Empreendedora, Cooperativista e Financeira passou a ser uma política de governo, com uma disciplina na rede municipal de ensino.

Foto/Divulgação


Capacitação dos professores está sendo feita pelos consultores do Sebrae

Ti-ti-ti
- Codau pagou R$115.776,47 em publicidade, entre os meses de outubro e dezembro do ano passado.
- No dia 24 acontecerá a assembleia da cooperativa Ubervan para prestação de contas e eleição dos conselheiros administrativos.
- Nos voos com mais de uma hora de duração, a Azul vai oferecer cerveja a seus passageiros, entre quarta e sexta-feira.
- TSE aprova o uso de nome social de candidatos nas campanhas e nas urnas nas eleições de outubro.

 







AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018