Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
  | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 25/01/2018

 
CRÔNICA DO DIA
Tamanho do texto: A A A A
CRNICA DO DIA
25/01/2018

Compartilhar:



 Caro amigo, leitor. Aqui estou novamente – sei que sou teimoso – para alegria de um mundão de gente e tristeza de uns gatos pingados.

Pois é, chegou o dia 24 de janeiro, tão ansiosamente esperado. O julgamento do Marcola de barba, o molusco sem dedo, o chefão da capo, o maior mentiroso que esse país conheceu e viu. Criador e mentor do maior escândalo de corrupção já visto em todos os tempos. Nunca antes na história desse país – é assim que ele gosta de dizer -, apareceu um sujeito dissimulado, mentiroso, mau caráter, inimigo do povo e da nação, capaz de enganar milhões de brasileiros, ser eleito e reeleito, eleger e reeleger um poste, para o cargo máximo do Executivo brasileiro. E pensar que, em toda minha vida, votei por sete vezes nesse canalha, desde sua primeira eleição para governador de São Paulo, em 1982. Quero deixar bem claro para os patrulheiros de plantão, bem como para os “amigos PeTralha$$$”, que nunca votei no Fernando Henrique, repito: nunca!! E me arrependo muito. Confesso que votei no Aécio, não tive escolha, jamais votaria na anta da Dilma.

Mas voltando ao tema proposto, causa arrepio quando leio e ouço os doutos  advogados da camarilha petista dizerem que não existem provas para condenar Lula. É uma tremenda brincadeira de mau gosto. Acompanhei no dia de ontem (24/01), o relator do julgamento – desembargador federal João Pedro Gebran Neto, esmiuçando o farto conjunto probatório em desfavor do Marcola de barba. Meu DEUS, é estarrecedora a cegueira desses esquerdopatas. O voto caminhou pari passu narrando toda a trajetória criminosa do ex e de seus seguidores.

Entendo e compreendo que não foi o PT que inventou a corrupção, é claro que não. Essa verve está no DNA da vida política brasileira, vem de longe, de muito longe e não escapa nenhum partido. Todavia, essa gentalha petista quando chegou ao poder em 2002, com a ajuda do meu voto, já confessei neste espaço, de forma muito rápida desenvolveu um projeto criminoso de governar e perpetuar no poder. Lula perdeu a oportunidade de tornar-se um dos maiores líderes do mundo contemporâneo, perdeu-se no caminho, embebedou-se e ficou estonteado pelas benesses do poder, ao ponto do juiz Sergio Moro, na parte final da sentença que o condenou, deixar consignado: “Não importa o quão alto você esteja, a lei está acima de você”! Certo? Certíssimo! Ninguém está acima da lei, só porque foi presidente da República, ora bolas. O fato de ter sido presidente da nação, não lhe dá o direito de cometer crimes e arruinar o país, quebrar a Petrobras, ter sido o mentor do mensalão, dentre outros ilícitos. Vale lembrar, ainda, o que disse Delcídio Amaral, o grande amigo de Lula e da companheirada: “O Lula, a despeito das virtudes, se perdeu no superautoestima que ele tem e confundiu ousadia e arrojo com o poder fazer qualquer coisa”. Daí, diante dessa gritaria dos vassalos petistas, em dizer que eleição sem Lula em outubro é golpe não corresponde com a verdade dos fatos. Golpe é admitir um candidato corrupto e ladrão que ludibriou e traiu o povo brasileiro. Golpe é fazer desse país um balcão de mais de 13 milhões de desempregados; transformar a Petrobras no maior escândalo de corrupção do planeta. A hora do Marcola de barba tá chegando, melhor dizendo: chegou!! Naquela cela tá faltando ele; não é motivo pra tanta tristeza, aliás, o que ele tem de “cumpanheiro” em Curitiba, dá para montar um time de futebol e ver a Copa do Mundo com toda segurança: atrás das grades. Saiu a condenação, acompanhei tudo – 3x0!! Votação perfeita, cadeia nesse canalha!! Viva o Brasil!!!







AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018