Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
CRÔNICA DO DIA
Tamanho do texto: A A A A
CRNICA DO DIA
23/06/2018

Compartilhar:



Se você é louco pelo seu celular e tem percebido que as conversas com seu (sua) parceiro (a) estão mais escassas, atenção! Segundo pesquisa do Instituto do Casal, que acaba de ser divulgada, a falta de diálogo ocupa o segundo lugar no ranking dos 5 principais motivos de conflitos dos casais brasileiros. Curiosamente, o uso excessivo do celular ocupou o terceiro lugar. Mas, será que a falta de diálogo leva as pessoas a usarem mais o celular ou o abuso do celular mina as oportunidades de o casal de conversar?

Para as especialistas do Instituto do Casal, Marina Simas de Lima e Denise Miranda de Figueiredo, ambas as situações podem acontecer. “Os resultados reforçam a hipótese de que hoje em dia os casais enfrentam muitos problemas que poderiam ser evitados se a comunicação fosse mais efetiva, se houvesse mais espaço para o diálogo e menos tempo dedicado a atividades que tendem a afastar o casal, como por exemplo, o uso do celular”, explica.

O celular é uma tecnologia que precisa ser usada com moderação, pois realmente pode reforçar a desconexão e interferir na satisfação conjugal, segundo as especialistas. Um estudo feito pela Brigham Young University, nos Estados Unidos, mostrou que casais que usavam demais o celular estavam menos satisfeitos com a vida conjugal e brigavam mais quando comparados a casais que usavam menos a tecnologia.

O silêncio entre nós

“Pela nossa experiência do dia a dia, vemos que os casais tendem a conversar sobre os assuntos cotidianos, como criação dos filhos, finanças e trabalho, por exemplo. Mas, evitam entrar em assuntos mais subjetivos ou sobre o relacionamento em si, como sonhos, projetos em comum, angústias”, diz Marina.

Segundo Denise, em muitos casos, isso acontece porque às vezes as pessoas sentem dificuldade em expressar aquilo que sentem o pensam. Quando há receio de se revelar ao outro, falar de possíveis fraquezas e inseguranças. “Com isso, o casal reduz o espaço para compartilhar sentimentos, desejos ou possíveis insatisfações com a vida a dois. Muitos estudos ao longo dos anos mostraram que falhas na comunicação estão entre os principais motivos de separação ou divórcio”, alerta.

As especialistas lembram que a comunicação, quando efetiva, aumenta a satisfação conjugal e a intimidade do casal. “O diálogo é fundamental para o casamento, pois permite expressar emoções e os sentimentos, além de abrir espaço para negociar e resolver os conflitos que fazem parte de um relacionamento afetivo”.

Como melhorar a comunicação na vida a dois em 5 passos

1. Celular off: O casal precisa delimitar momentos para ficar sem o celular. Vale tudo, inclusive um cofre ou uma caixa para depositar o aparelho para evitar seu uso. Deixar no silencioso também é uma boa ideia. Esses momentos podem incluir as refeições, na hora de ver um filme ou simplesmente para que o casal possa conversar sem nenhuma interferência.

2. Pratique a escuta ativa: 
Mais importante do que falar é escutar. Porém, essa escuta precisa ser ativa, ou seja, dedique-se a compreender o que o outro está falando, esteja disponível de corpo e alma. A escuta ativa também é empática, uma vez que você deve tentar compreender as emoções e sentimentos do outro sobre aquele assunto. Saber escutar é um dom, que pode promover ou fortalecer a conexão entre o casal.

3. Um tempo para chamar de nosso: 
A falta de diálogo também está relacionada à falta de tempo. Agendas cheias, filhos, problemas financeiros, serviço doméstico. Frente à rotina atribulada pode ser difícil mesmo arrumar um tempo para falar sobre emoções, sentimentos e desejos. Portanto, se o casal enfrenta essa dificuldade, vale reservar um horário na agenda para fazer isso. Um almoço no meio da semana, uma noite do casal, na hora de dormir, etc. Vale tudo, menos ignorar o problema. 

4. Seja claro: 
Um dos principais problemas dos casais é achar que o outro tem o dom de adivinhar o que queremos ou sobre o que estamos pensando. Não adianta ficar bravo com a pia cheia de louça. Diga que você gostaria de ajuda para determinada tarefa, como lavar a louça, por exemplo. Diga ao outro que você está triste, pois não gostou de certa atitude ou comportamento.

5. Puxa conversa casal: Caso a dificuldade em iniciar uma conversa seja muito grande, o casal pode recorrer a alguns recursos. Um deles é o livro das fundadoras do Instituto do Casal “Puxa Conversa Casal”. O livro, em formato de caixinha, traz 100 cartas sobre temas relacionados ao universo conjugal e podem ajudar o casal a iniciar diálogos importantes.

Fonte: Agência Health  







San Marco - 20jun
EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Na sua opinio, como deveriam ficar os direitos polticos de parlamentares presos?





JM FORUM
A Lei Seca completou dez anos em junho. Na sua opinio, temos o que comemorar?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018