Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
 | 
BUSCA:     

 
TV MIX
Tamanho do texto: A A A A
TV MIX
20/01/2017

Compartilhar:




Por Letícia Morais

 

Ajuda humanitária

A atriz Dani Suzuki conseguiu aval do governo brasileiro para que crianças desacompanhadas e refugiadas da guerra na Síria possam oficialmente ser trazidas para o país. Ela encabeçou o projeto “Além das fronteiras”, ao lado da Agência da ONU para refugiados (ACNUR), da ONG Eu Conheço Meus Direitos (IKMR) e de outras instituições do Brasil, para dar um novo lar para 20 crianças em situação de risco extremo. “Quando vi a situação de Aleppo, onde crianças estão sendo torturadas, estupradas e não têm um adulto por elas, pensei o que eu podia fazer e decidi procurar meus amigos artistas e instituições nessa área”, conta Dani.

Captação de recursos

A intenção é que os 20 menores desembarquem no Brasil a partir de fevereiro. Para isso, Dani Suzuki adianta que está dando início à captação de recursos. “Nenhum dinheiro será do governo, vamos captar com empresários e a classe artística”, disse ela. Mais de 100 artistas estão entre os financiadores do projeto, como Bruna Marquezine, Bruno Gagliasso, Paolla Oliveira, Eliane Giardini, Mariana Ximenes. Conforme publicação do jornal Extra, Dani pretende ir pessoalmente aos campos de refugiados para buscar essas crianças. “Não estarei numa zona de conflito, elas estão num campo para refugiados, nas fronteiras. Mas quero tirá-las de lá o mais rápido possível. É inverno e já tem crianças morrendo de frio”, justifica. No Brasil, elas serão encaminhadas para um abrigo, mantido pela ONG Aldeia, com uma mãe para cuidar delas. As crianças não serão adotadas por famílias brasileiras. “Temos esse acordo até porque teremos dois anos para investigar algum parentesco dessas crianças e, quando a guerra acabar, poder reintroduzi-las em sua terra de origem”, explica Dani. Belíssima atitude de amor e respeito ao próximo!

Ra, Ré, Ri, Ró, Rua
Não demorou para a repercussão negativa sobre o comentário feito pelo apresentador da Record de Brasília, Marcão do Povo, afetar a carreira dele. Depois de chamar a cantora Ludmilla de “macaca”, ele foi demitido pela emissora. Conforme publicação da coluna Retratos da Vida, a Record comentou o desligamento. “A Record TV vem a público lamentar os transtornos causados à cantora Ludmilla, sua família e seus fãs motivados por um comentário feito pelo apresentador Marcão, no Balanço Geral DF. A Emissora repudia qualquer ato dessa natureza e afirma que esse tipo de conduta não está na linha editorial de nosso Jornalismo. Por esse motivo, a Record TV Brasília optou por rescindir o contrato do apresentador Marcão”, diz o comunicado. E a história ainda promete, porque Lud garantiu que prestará queixa contra ele.

Em busca de inspiração

O autor Daniel Ortiz está em Berlim para acompanhar o Festival de Cinema. Desde que acabou a novela Haja Coração, o autor segue de férias das telinhas e tem aproveitado para se inspirar para a próxima novela. Para isso, ele assiste a quatro filmes por dia, segundo a colunista Patrícia Kogut. Boas energias!

 

Subiu o Telhado


Depois de um ano que subiu ao altar, Antonia Fontenelle revelou que está separada de Jonathan Costa. De acordo com publicação do portal de notícias UOL, a separação seria por conta de a atriz ter sido excluída dos projetos dele. “Nos separamos porque ele preferiu o trabalho dele e não me incluiu do jeito que deveria ser. Não sei se vamos voltar, porque não sei o dia de amanhã”, confessou ela. Xiii...

História e cultura

A atriz e ex-vedete brasileira Maria Pompeu será a responsável por abrir a série Depoimentos para a Posteridade de 2017. A informação é do canal O Globo, revelando, ainda, que a gravação será no dia 25, no Museu da Imagem e do Som. Maria promete revelar detalhes das muitas décadas vividas entre os palcos, a televisão e o cinema.

 







EDIÇÃO DE HOJE
Edição de Hoje

ENQUETE
Concluso das obras do sistema BRT Sudeste/Sudoeste foi novamente adiada e, segundo previso da administrao, ser em junho. Na sua opinio, o sistema funcionar ainda este ano?






JM FORUM
Anvisa liberou recentemente o registro e a comercializao do primeiro medicamento com princpios ativos derivados da maconha. Qual sua opinio sobre o uso da droga em tratamentos de doenas psiquitricas ou neurodegenerativas?
Comentar


AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2017