Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
  | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 09/07/2017

 
SADE
Tamanho do texto: A A A A
SADE
09/07/2017

Compartilhar:



 Sandro Neves


Renato Lins observa que as substâncias utilizadas nos procedimentos são reabsorvíveis e o tratamento deve ser contínuo

A harmonização ou estética orofacial é uma recente área da odontologia preocupada com o equilíbrio entre a parte funcional e estética do conjunto da face. A definição é do odontólogo Renato Lins Marques, especialista em implantodontia. Ele afirma, ainda, que os procedimentos nesta área se complementam com o objetivo de atenuar o envelhecimento facial.

Em um tempo em que as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a saúde e o corpo, o especialista explica que a harmonização orofacial contribui não só para que o paciente tenha um belo sorriso, mas também uma estética facial equilibrada, proporcional e rejuvenescedora, sem perder a naturalidade. “Dentre os procedimentos oferecidos estão a aplicação de toxina botulínica, a utilização de preenchedores faciais, como o ácido hialurônico; os fios de sustentação e a lipólise de papada”, destaca.

Renato Lins salienta que os tratamentos são variados e, por isso, cabe ao cirurgião-dentista habilitado identificar as necessidades e os procedimentos fundamentais a serem realizados no paciente. “O envelhecer é diário, portanto, os cuidados também devem ser. É importante salientar que todas as substâncias utilizadas nos procedimentos são reabsorvíveis, então, o tratamento se torna contínuo”, argumenta.

Com relação aos valores, o odontólogo explica que cada procedimento tem um investimento necessário, sendo que alguns incluem tratamentos prévios, como o peeling e a hidratação profunda (skinbooster).







AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2019