Publicidade Rdio JM
Canais Facebook Twitter RSS RSS
Play Store App Store Estúdio Ao vivo
EDIÇÕES ANTERIORES:
  | 
BUSCA:     
Você está visitando a Edição do dia 25/01/2018

 
FALANDO SÉRIO
Tamanho do texto: A A A A
FALANDO SRIO
25/01/2018
Wellington Cardoso Ramos - wellingtoncardoso@terra.com.br

Compartilhar:



 FRANÇOIS RAMOS – REDATOR INTERINO

BRINCADEIRA
Em menos de três meses, um pacote de livros postado como impresso, registrado, que extraviou e demorou quase 60 (sessenta dias) pra chegar ao destino; uma encomenda internacional perdida e com impossibilidade de entrega, já confirmada, e uma encomenda nacional postada em Aparecida, por PAC, no dia 03 de janeiro, que ainda não deu o ar da graça. O que está acontecendo com os Correios???

TRISTE
Empresa que já foi sinônimo de qualidade e chegou a estar entre as melhores do mundo, os Correios hoje prestam um serviço no qual “a postagem de um objeto passa a ser uma aposta”. As palavras não são minhas, aparecem na Revista Veja e foram publicadas em 30 de julho de 2010, mas mostram-se mais atuais que nunca.

SERÁ O FIM?
A queda na qualidade do serviço dos Correios, principalmente em relação ao atraso e à ausência das entregas, é atribuída pelos sindicalistas à falta de infraestrutura e de funcionários. Sejam quais forem os motivos, a consequência é obvia: a relação com os usuários dos serviços da estatal está ficando a cada dia mais estremecida.

POSITIVO
Deputado estadual Tony Carlos (PMDB) destinou, por intermédio de Emenda Parlamentar, R$50 mil para o Asilo Santo Antônio. Dinheiro foi investido na aquisição de cadeiras de rodas, cadeiras de banho, camas semi-hospitalares e aparelhos de pressão.

PONTO
O melhor foi ficar sabendo do feito não através da assessoria parlamentar, mas de manifestação de agradecimento realizada por Edna Idaló nas redes sociais. A dirigente do Asilo, sempre comprometida com o bem-estar de seus internos, é respeitada por todos nós por sua história na educação e seu envolvimento em causas beneficentes.

OBRIGAÇÃO?
Muitos, ao lerem a nota sobre a emenda do deputado Tony Carlos para o Asilo Santo Antônio, podem dizer que isso não passa de obrigação. Quem dera essa fosse realmente a regra predominante na política. Criticar é preciso, mas também devemos aplaudir quando vemos um trabalho bem feito!

CRISE
Parece que ela também chegou a uma das instituições de Ensino Superior com ótimos índices de avaliação pelo MEC em Uberaba. Vários professores foram demitidos recentemente. Segundo eles, a justificativa foi uma necessária contenção de gastos.

LANÇAMENTO
Especialista em docência universitária e mestranda em Ciências da Educação pela Universidad Autónoma de Asunción, Leilane Vieto prepara em conjunto com a uberabense Bárbara Paiva, ex-aluna da Facthus, e o pernambucano Ary Luiz de Oliveira Peter Filho, o lançamento do livro “América Latina: Temas Contemporâneos em Educação”.

VIOLÊNCIA
O Brasil tem registrado níveis elevados de violência em suas escolas. Agressões contra professores e entre alunos têm se tornado cotidianas na mídia. No Rio de Janeiro estudos apontam que uma criança é estuprada na escola a cada cinco dias. Leilane Vieto desenvolve estudo dissertativo que aponta a necessidade de políticas públicas voltadas para a Cultura da Paz nas instituições de ensino nacionais.

UBER
Belo Horizonte regulamentou o uso de aplicativos de transporte individual de passageiros. Medida publicada ontem no Diário Oficial do Município determina que o motorista precisará de autorização a ser expedida pela BHTrans e sobre o serviço incidirá taxa, o que, com certeza, deve aumentar o valor cobrado atualmente pelo transporte.

HEIN?!
Zeca Camargo foi condenado a pagar R$60 mil de indenização por danos morais ao pai e aos empresários do cantor Cristiano Araújo. Na ocasião da morte daquele que estava em ascensão na música sertaneja, Zeca fez duras críticas ao exagero da repercussão midiática, mas acabou sendo mal interpretado e considerado cruel e debochado por menosprezar o valor artístico do falecido.

DITADURA
Embora não tenha sido o caso. Zeca chega até a falar em seu texto que o cantor morreu cedo demais, no caminho para se firmar como ídolo. Decisões como esta demonstram que democracia é algo que não existe neste Brasil, pois, se a maioria gostar de abóbora, você não pode dizer o contrário, ou estará ofendendo.

OFENSA?!
Enquanto isso, músicas com letras como “taca bebida, depois taca a p... e abandona na rua” são ouvidas no rádio e consideradas uma livre manifestação cultural, ou, como afirmaram alguns críticos, “é só um sintoma extremo de uma sociedade machista e conservadora”.

MUDOU?
Interessante que foi justamente após as críticas recebidas com o apoio da “sociedade conservadora” e dos movimentos que consideraram a “canção” como ferramenta de apologia ao estupro que o cantor se desculpou e até mudou a letra da música: “taca bebida, depois taca e fica, não abandona na rua”.

DOIS PESOS?
Se por um lado, não raro a Justiça arbitra valores de indenização moral incomuns em casos que envolvem celebridades e autoridades, por outro, trabalhadores que sofrem assédio moral, pessoas que são humilhadas simplesmente por ser pobres ou em função da cor da pele, aquelas que perderam tudo que havia em sua geladeira por um corte indevido de energia, sempre ouvem que isso não é dano moral, é mero dissabor, ou pior, uma tentativa de enriquecimento ilícito. Essa influência que a mídia e a opinião popular vêm exercendo sobre o Judiciário está criando decisões que são verdadeiras aberrações jurídicas.

LULA
Contrária às alegações da defesa e de uma militância fervorosa que dizem não existirem provas que justifiquem a condenação do ex-presidente Lula, a 8ª. Turma do TRF-4 considerou consistentes e suficientes os elementos que integram o acervo probatório do processo. A convicção na manutenção da condenação foi tanta que os desembargadores aumentaram a pena para 12 anos e um mês de prisão.

PETROBRAS
Concurso aberto na estatal oferece 112 vagas. A remuneração mínima para os cargos vai de R$9.786,14 a R$10.544,04. A escolaridade exigida é nível superior e a taxa de inscrição, R$67,00. Mais informações podem ser obtidas na página da Fundação Cesgranrio.

ALIMENTAÇÃO
Volta às aulas chegando e os universitários do IFTM, campus de Uberaba e de Uberlândia, terão novidade: os refeitórios dessas unidades serão privatizados a partir de fevereiro. Em Uberaba, apenas o almoço será oferecido e deve custar R$9,80. Alunos beneficiados com o Programa de Assistência Estudantil pagarão R$4,80.

“A corrupção não é uma invenção brasileira, mas a impunidade é uma coisa muito nossa.” (Jô Soares)







AS EMPRESAS DO GRUPO JM DE COMUNICAÇÃO
JM Magazine JM Online JM JM Extra JM Rádio Vitória
Todos os direitos reservados ao Jornal da Manhã © 2018